AS ATUALIZAÇÕES DA BÍBLIA, PELOS EVANGÉLICOS

O episódio de Ed René e a “atualização da bíblia” proposta por ele, nos levou à esse estudo, não com o intuito de criticá-lo ou mesmo defendê-lo, mas sim para olharmos para dentro e refletirmos sobre nossas atitudes como igreja.



Reflita em Romanos 2. Agora, você já pensou em quantos mandamentos ou orientações bíblicas foram “atualizadas” pelos homens durante os séculos? Usando alguns dos 10 mandamentos (Êxodo 20:7-17), queremos destacar:


- Não tomar o nome do Senhor teu Deus em vão: Usar o nome de Deus de qualquer maneira, sem a menor reverência, brincando ou sério, já se tornou comum. Isso já está “atualizado” nas igrejas.


- Lembra-te do sábado: O dia do descanso é negligenciado, trabalhamos sete dias por semana, com a justificativa da provisão, e achamos que essa atitude está justificada, e ainda somos vistos como alguém “trabalhador”. Se vai ao culto e da o dízimo, ok. Isso já está “atualizado” nas igrejas.


- Não dirás falso testemunho: Sem querer conhecer a verdade de algum fato, e sem a menor empatia, muitos evangélicos tomam partido e começam a depreciar o outro, sem serem repreendidos. Isso já está “atualizado” nas igrejas.


Outros pontos “atualizados”


- Mulheres na liderança: Bispos, presbíteros e diáconos foram instituídos como cargos de liderança nas igrejas, e o texto bíblico deixa claro que esses cargos deveriam pertencer a homens (1 Timóteo 3:2,12 e Tito 1:6,7). Hoje podemos ver mulheres ocupando todos os cargos de liderança nas igrejas, até mesmo liderando igrejas sozinhas.

É inegável a importância do serviço feminino nas igrejas do Novo Testamento, mas a liderança não lhes foi dada, então, atualizamos a Bíblia para satisfazer o público feminino.


- Divorciados no ofício da congregação: O divórcio é algo bem comum dentro das congregações hoje, apesar do reforço feito por Cristo Jesus sobre o assunto (Mateus 19:3-9), eles são bem aceitos. Quando não, os divorciados mudam de igreja e o pronto. “Atualizado” também.


- Sexo ilícito entre os irmãos: O mundo diz que “entre quatro paredes, com consentimento, vale tudo”. A Bíblia diz claramente o oposto. Deus estabelece parâmetros para o ato sexual e o cristão precisa se enquadrar a eles. O homossexualismo não é o único pecado sexual, ao contrário do que muitos cristãos pensam. Sexo fora do casamento é pecado, sodomia é pecado, imoralidade sexual é pecado, adultério é pecado, pornografia... Mas isso, infelizmente, já foi atualizado. Talvez não aceito de forma clara, mas aceito por ser “normal”, os pecadinhos que toleramos e aceitamos.


Você pode pensar no caso da mulher samaritana, e isso é bom para deixarmos claro que qualquer pecado arrependido e confessado é perdoado. Jesus quando esteve com a mulher Samaritana mostrou a ela seu pecado, e no relato bíblico não diz que aquela mulher foi proibida de seguir a Cristo, pelo contrário, ela pregou para seus amigos e muitos creram através dela, mas Jesus não deixou de repreende-la quanto ao seu pecado.


Lembra do caso do filho que estava dormindo com a mulher do pai e a igreja de Corinto o recebia como membro? Qual foi a instrução de Paulo? Repreender. Infelizmente, atualizamos a Bíblia nesses casos também e permitimos que esse comportamento seja rotineiro na congregação, em nome do “amor”.


A questão não é se uma pessoa sem conhecer a Cristo, como uma samaritana, se divorcia e casa novamente, mas conhecendo a Cristo e o evangelho, se separar e casar novamente, e ainda ser aceito pela igreja. Neste caso, não é um ato de amor, é um ato contra o Senhor da igreja.


Muitas vezes nós, os evangélicos, somos vistos como hipócritas, pois seguimos um Senhor que amou aquele que não deveria ser amado, mas deixamos de amar a Deus sobre tudo e todos.

Criticamos a guarda do sábado dos adventistas, dizendo que Jesus cumpriu a lei, e impomos a obrigatoriedade do dízimo dizendo que é mandamento. Criticamos as igrejas que aceitam homossexuais, mas permitimos que divorciados estejam nos púlpitos, pastores que estão no terceiro casamento, mulheres sendo pastoras, diaconisas entre outros cargos de liderança. Atualizamos a Bíblia conforme nos convém.


A verdade de que nenhum homem ou religião conhece a plenitude e designíos de Deus, deveria nos fazer seguir a risca a revelação bíblica e suas orientações, mas o enganoso coração do homem faz com que nos achemos especiais e merecedores de revelações individuais, permitindo e achando justificativas para os aceites daquilo que a Bíblia condena. Alguns alegam a mudança dos tempos, como se a Palavra de Deus não fosse atemporal. Lembre-se do que a própria Palavra diz:



"A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei." Lucas 16:16,17


"Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro." Apocalipse 22:18,19


SEJA BEM-VINDO (A)!

Somos cristãos, evangélicos, protestantes, o 'povo da Bíblia', então é claro que aqui você terá uma visão doutrinária de acordo com esse direcionamento. Este blog nasceu com o objetivo de abordar assuntos atuais diversos.

Sejamos edificados!

DESTAQUES
CATEGORIAS
INSCREVA-SE

Sobre nós

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

No que cremos

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

© 2020