© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

ANDAR EM FÉ

22.05.2018

 

Há momentos em nossas vidas que as tribulações são maiores que a nossa fé, o medo, a frustração e as muitas decepções fazem com que deixemos de crer, de confiar, de acreditar no Senhor e assim afundamos.

 

Em Mateus 14 à partir do versículo 24, vemos Pedro caminhando sobre as águas com Jesus, que incrível, não? O problema é que Pedro começa a afundar, Pedro temeu. As situações ao seu redor, o vento forte, o mar agitado, o barulho, a escuridão... Pedro tirou os olhos do Senhor, passou a observar as circunstâncias, e temeu. Temeu quando devia confiar, e assim somos nós.

 

Nós que cremos no Senhor Jesus, ouvimos a sua voz dizendo “VEM”. Saímos do barco e caminhamos em sua direção sobre às águas, porém, ao descermos do barco é dia e o mar está tranquilo, o sol nos ilumina, e assim confiamos, mas na medida que começamos a caminhar, o tempo muda, o céu escurece, o vento fica mais forte, as ondas aumentam, e como Pedro, começamos a afundar. Afundamos porque a excitação de andar sobre às águas com Jesus deu lugar ao medo de andar na tormenta, tiramos os olhos do Senhor.

 

Quando Pedro pediu para ir ter com Jesus ele sabia quem Jesus era e sabia que aquela situação era extraordinária, mas também sabia que as tormentas poderiam o afogar. Assim acontece com cada um de nós, por um lado sabemos quem Jesus é, e que Nele podemos confiar, mas por outro lado nos concentramos nas circunstâncias, no vento contrário, na impossibilidade, e começamos a temer. O medo nestes casos gera a falta de confiança, e aí começamos a afundar. Se Pedro mantivesse seu olhar fixo em Jesus, ele poderia correr para os braços de seu mestre, mas o medo foi mais forte que a sua fé. Pedro viu a morte, o mar agitado, e o medo de fracassar foi mais forte do que o triunfo de conseguir o que ninguém além de seu mestre jamais conseguiu, andar sobre às águas.

 

Assim somos. Sabemos que o Senhor acalma as tempestades, sabemos que Ele está conosco em todos os nossos dias, sabemos que Ele nos prometeu uma morada celestial, mas trocamos toda essa certeza de fé por dúvidas quando entramos na tempestade. O mais importante não faltou para Pedro naquele momento, e não deve faltar à nós também, a presença de Jesus! Ao perceber que estava afundando Pedro clamou: “Senhor, salva-me!” E o Senhor estendendo a mão, o segurou (Mateus 14:31) e não permitiu que Pedro afundasse.

 

Não importa o tamanho da tempestade que você está passando, confie no Senhor, Ele está presente é o que nos basta. Se as lutas se mostram maiores do que você ou sua fé, olhe para trás, veja os dias maus que você já passou, e adivinha só?! Você passou por todos e está aí, talvez com arranhões, com marcas, ainda sentindo a dor da ferida, mas está aí, de pé, para glória do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ele te sustentou até aqui e te sustentará até o fim, basta clamar.

 

Quando as lutas estiverem grande demais, não se esqueça, Jesus está contigo. Clame a Ele! Como com Pedro, se você começar a afundar, ele estará lá para segurar suas mãos, te levantar, acalmar o vento e o mar. Basta clamar... Jesus está contigo!

 

Não ouça as muitas vozes que tentam te fazer desistir, desacreditar, ficar pelo caminho. Concentre-se na voz do Mestre, fixe seus olhos Nele, confie e Ele não te desamparará.

 

Paz seja contigo!

 

Graça e paz!

Please reload

ESTUDOS RECENTES

March 14, 2019

July 3, 2018

Please reload

DESTAQUES

A "IGREJA" MODERNA E SEU FALSO "EVANGELHO"

21.09.2017

1/10
Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ARQUIVOS
Please reload

INSCREVA-SE