© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

RUDIMENTOS

10.06.2017

 

Você já leu Hebreus 6:1, certo? Conseguiu compreender o que são os "rudimentos da doutrina de Cristo"? Parece um pouco confuso, mas na verdade não é... Vamos juntos estudar melhor esse texto.

 

Hebreus 6:1 é mais um de muitos textos bíblicos que não devem ser lidos de maneira isolada, e justamente por esse tipo de prática errônea, tem servido como base para o não exercício e/ou oposição as liturgias cristãs básicas, como o batismo por exemplo, sob a argumentação de que a carta aos

Hebreus nos ensinaria a "deixar as doutrinas  de Cristo".

 

Se a leitura do texto é feita isoladamente, realmente é esse o entendimento que se tem do texto, porém analisando a Bíblia como um todo, e é exatamente assim que deve sempre ser feito, isso não faz o menor sentido, já que a Palavra de Deus, de Gênesis ao Apocalipse, aponta para Cristo, já que Cristo é o modelo a ser seguido.

 

Então o que o texto quer dizer? Para compreender melhor esse verso, é extremamente importante a leitura do capítulo anterior, então vamos lá, Hebreus 5:7 - 6:12:

 

O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia. Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu. E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem; Chamado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque. Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir. Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.

Por isso, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, E da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno. E isto faremos, se Deus o permitir. Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo,
E provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro,
E recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério.
Porque a terra que embebe a chuva, que muitas vezes cai sobre ela, e produz erva proveitosa para aqueles por quem é lavrada, recebe a bênção de Deus;
Mas a que produz espinhos e abrolhos, é reprovada, e perto está da maldição; o seu fim é ser queimada. Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que acompanham a salvação, ainda que assim falamos. Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis.
Mas desejamos que cada um de vós mostre o mesmo cuidado até ao fim, para completa certeza da esperança; Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas.
"

 

 

Antes de mais nada, os "rudimentos de Cristo" mencionados no texto são:

  • Arrependimento de obras mortas = Na velha aliança, anualmente, durante a Páscoa um cordeiro sem mancha e sem mácula deveria ser sacrificado para que o povo alcançasse perdão pelos seus pecados diante de Deus Pai. Esse cordeiro era um símbolo de Cristo, o verdadeiro cordeiro, sem pecado, sacrificado, uma vez, pelos pecados da humanidade. Assim, na nova aliança, em Jesus Cristo alcançamos o perdão por nossas obras mortas;

  • Fé em Deus = Pela fé em Deus entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; Pela fé em Deus alcançamos a promessa;

  • Doutrina dos batismos = João batizava com água os arrependidos, e o próprio Jesus, mesmo sem pecado, deu exemplo se batizando e dizendo: "Quem crer e for batizado será salvo". Se Deus o permitir, devemos sim nos batizar;

  • Imposição de mãos = Temos vários relatos bíblicos onde os apóstolos, impondo suas mãos, curaram, expulsaram demônios, batizavam com o Espírito Santo... O próprio Jesus o fez, em diversas ocasiões e em 1 Timóteo 2:8 nos diz: "Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando as mãos puras, superando todo ódio e ressentimento";

  • Ressurreição de mortos = Essa doutrina é a maior certeza de fé que o cristão deve ter, ser ressuscitado quando Jesus Cristo voltar. O diálogo de Marta e Maria com Jesus no evento da morte de Lazaro mostra isso;

  • Juízo eterno = Quem Nele crê está salvo, mas quem não crer, já está condenado.

 

Neste texto, o autor da epístola aos Hebreus conclama aos crentes a prosseguirem no crescimento do conhecimento e espiritualidade cristã. Nas palavras do autor, o avanço em direção à perfeição de Cristo se faz necessário e os primeiros conceitos (rudimentos) que já deveriam estar bem firmados e compreendidos, não deveriam ser o único tema a ser objeto de estudo por aqueles irmãos. Para o crescimento emocional e espiritual do crente, os rudimentos, chamados na Bíblia de "leite", deveriam ser substituídos por alimento "sólido" na vida daqueles que já eram crentes há algum

tempo, e que, portanto, já haviam tido a formação básica necessária para sua fé.

 

Obviamente, esse conselho pressupõe que os convertidos eram ensinados

(doutrinados) com relação à sua fé. Um convertido deveria, deste modo, aprender os fundamentos da fé cristã, para só então prosseguir com ensinos mais elaborados. Que fique bem claro que os objetivos deste ensino não eram a formação acadêmica ou intelectual dos crentes, mas sim a formação teórico-prática, voltada para a sua vida cotidiana. Os crentes devem ser praticantes da Palavra de Deus e não apenas ouvintes (Tg 1.22) e essa prática envolve, dentre outras coisas, "responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós" (1 Pe 3.15).

 

Todos nós quando nos convertemos a Cristo, nascemos de novo, e como todo recém nascido, nos alimentamos de leite. Esse leite são as bases da vida Cristã, os rudimentos, como ter comunhão com Deus, quem é Cristo, porque ele morreu, porque ressuscitou, vou pra onde quando morrer, entre outros pontos básicos que todo cristão deve saber para a fundamentação da fé e uma vida prática em Cristo.

Como no caso de Filipe e o eunuco relatado em Atos 8, aprendemos com a leitura da Palavra e com a ajuda de alguém mais experiente, normalmente nas reuniões de ensinos bíblicos, em pregações nas congregações, ou com um discipulado.

 

Não se pode esperar que como um recém nascido, fiquemos a vida toda tomando leite, a vida toda dependente dos outros para vivermos uma vida em Cristo, vivendo somente de sermões de domingo por exemplo, precisamos ter uma vida de comunhão com Deus, orando, estudando Sua palavra,

praticando aquilo que se é conhecido na Bíblia, para um dia ensinarmos a outros também. É um ciclo, da mesma forma que hoje um aprende, amanhã esse alguém ensinará, como está escrito em Hebreus 5:7.

 

Quando o verso 1 do capítulo 6 diz para deixarmos os rudimentos, é para irmos

adiante no ciclo, sermos constante na fé, parar de beber líquido e começar a comer comida sólida, ser útil para a obra de Deus, e não ficar voltando constantemente para os rudimentos, ficar no conhecimento dado somente nas reuniões, com uma fé sem prática, sendo ouvinte e não atuante na obra, como uma pessoa que está há anos na igreja, mas não consegue nem sequer achar outro livro que não seja Salmos na Bíblia, ou que afirma pertencer a Cristo, mas vive "duvidando" de pontos básicos da fé, que são os tais rudimentos.

 

Paulo escrevendo aos Corintianos em 1 Coríntios 3:1-3 diz:

A vós, irmãos, não vos pude falar como a homens espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo. Eu vos dei leite a beber, e não alimento sólido que ainda não podíeis suportar. Nem ainda agora o podeis, porque ainda sois carnais. Com efeito, enquanto houver entre vós ciúmes e contendas, não será porque sois carnais e procedeis de um modo totalmente humano?

 

Como havia na igreja de Corinto, há em muitas, senão em todas as igrejas de hoje, pessoas que "aderiram" a fé cristã, e não pessoas que se "converteram" a Cristo. Quantos irmãos em nosso meio estão há anos na igreja, ouvem as ministrações, leem a Palavra, mas não praticam, relativizam, não entendem e não buscam entender, são levados por ventos de doutrinas, não frutificam, são

ouvintes e não praticantes, e continuam voltando aos rudimentos, continuam voltando ao leite, quando pelo tempo na caminhada, já deveriam estar comendo comidas sólidas e dando o leite aos recém convertidos.

 

Esse texto de Hebreus não é uma apologia a desconsiderar os ensinos de Cristo ou as doutrinas dos Apóstolos, de maneira nenhuma. Não leia o texto fora de seu contexto, pois a Bíblia sempre responde a própria Bíblia.

 

Deus seja contigo!

Please reload

ESTUDOS RECENTES

March 14, 2019

July 3, 2018

Please reload

DESTAQUES

A "IGREJA" MODERNA E SEU FALSO "EVANGELHO"

21.09.2017

1/10
Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ARQUIVOS
Please reload

INSCREVA-SE