© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

O CONTROLE DA MENTE HUMANA É UMA REALIDADE

26.05.2017

Ao contrário do que pensa a maior parte da população, o controle da mente humana não é "ficção científica", algo surreal ou inalcançável, na verdade o controle da mente humana já é uma realidade muito bem desenvolvida ao longo dos anos, usada por governos e diversas instituições, a muito tempo, tanto em civis quanto em militares.

 

Você já ouviu falar no projeto da CIA chamado "Projeto MK-ULTRA" ou "Programação Monarca"?

 

 

O primeiro relato sobre manipulação da mente foi encontrado no Livro Egípcio dos Mortos, que contém claras referências à utilização do ocultismo para alcançar este feito. O Livro Egípcio dos Mortos é uma compilação de rituais ocultistas, muito estudada por sociedades secretas até os dias de hoje. Nele encontram-se descrições de métodos de tortura e de intimidação (para criar o trauma), uso de poções (drogas) e da feitiçaria (hipnotismo), entre outros eventos atribuídos à magia negra, bruxaria e possessão demoníaca (quando a vítima é animada por uma força externa), que juntos resultam em escravidão mental total.

 

Vale lembrar aqui que a Suméria (Babilônia) juntamente com o Egito são considerados o berço do ocultismo, e são claramente utilizados na Palavra de Deus em referência ao império do pecado, tendo suas práticas condenadas pela mesma (Apocalipse 17:5; Deuteronômio 18:9-12).

 

No entanto, é durante o século XX que o controle da mente se tornou uma "ciência" no sentido moderno da palavra, onde milhares de pessoas têm sido sistematicamente submetidas, observadas e documentadas. Um dos primeiros estudos metódicos do controle da mente baseados no trauma, foram realizados por Joseph Mengele, um médico que trabalhou nos campos de concentração nazista, famoso por seus sórdidos experimentos em prisioneiros humanos nos campos de concentração. Mengele tinha como cobaias favoritas crianças gêmeas. Ele pedia que o chamassem de “titio”, mas os colocavam em jaulas e logo começava seus sórdidos experimentos: Ele injetava tinta nos olhos dos gêmeos para tentar alterar a pigmentação da íris, injetava o sangue de um irmão no outro e anotava as reações, injetava clorofórmio no coração deles para causar mortes simultâneas e realizava autópsias para ver algo diferente acontecia em seus órgãos, para checar quanto tempo um bebê levava para morrer de fome, obrigava a mãe a cobrir os seios com fita adesiva, costurou pelos pulsos e pelas costas dois irmãos, unindo órgãos e tecidos na tentativa de produzir irmãos siameses, obrigava irmãs gêmeas a ter relações com irmãos gêmeos na tentativa de aumentar o índice de gêmeos na população, entre muitas outras atrocidades.

 

Uma boa parte de seu trabalho, raramente mencionado, é a sua pesquisa sobre o controle da mente. Grande parte de seus estudos foram confiscados pelos Aliados ao final da Segunda Guerra Mundial, mas documentos indicam que as pesquisas de Mengele serviram como base para a CIA secretamente desenvolver o programa chamado MK-ULTRA, sendo assim, podemos dizer que Mengele é considerado o pai da Programação Monarca. A operação "Clipe de Papel" deu aos cientistas nazistas abrigo nos EUA para continuarem suas pesquisas.

 

"Dr. Joseph Mengele de Auschwitz , teve muita notoriedade, foi o desenvolvedor do princípio baseado no trauma, do Projeto Monarca e MK Ultra da CIA, programas de controle da mente. Mengele e cerca de 5.000 do alto escalão nazista secretamente  mudaram para os Estados Unidos e América do Sul, no rescaldo da II Guerra Mundial, em uma operação designada Paperclip. Os nazistas continuaram o seu trabalho no desenvolvimento de tecnologias de controle da mente e foguetes em segredo, nas  bases militares subterrâneas. A única coisa que nos disseram que eram apenas trabalhos de foguetes com o celebridades-estrelas como o nazista Von Braun. Os assassinos, torturadores e mutiladores de seres humanos inocentes foram mantidas discretamente fora de vista, mas havia nos EUA, também, instalações militares subterrâneas que gradualmente se tornaram o lar de milhares e milhares de crianças americanas seqüestradas tiradas das ruas (cerca de um milhão por ano) e colocadas em gaiolas de barra de ferro, empilhadas do chão ao teto, como parte da "formação". Essas crianças seriam utilizados para refinar e aperfeiçoar as técnicas de Mengele e do seu controle da mente. Algumas crianças selecionadas (pelo menos os que sobreviveram à "formação") se tornaria escravos de mente  controladas, que futuramente  poderiam ser usados ​​em  milhares de postos de trabalho diferentes, que variam de escravidão sexual à assassinatos. Uma parcela significativa destas crianças, que eram consideradas dispensáveis, foram deliberadamente mortas em frente (e) a outras crianças, a fim de traumatizar o aluno selecionado para o cumprimento total”. - Ken Adachi, Mind Control the Ultimate Terror

 

A programação mental de crianças, na verdade criou um exército de soldados camuflados em meio a sociedade, agentes secretos, prontos para atacar a qualquer momento, bastando apenas serem ativados através de comandos específicos. Algo semelhante ao que se pode ver relatado no filme "Salt".

 

 

O PROJETO MK-ULTRA

 

O projeto MK-ULTRA teve seu início nos anos 1950 (bem após o fim da Segunda Guerra Mundial). Foi um programa ilegal e clandestino (secreto) de experiências em seres humanos, desenvolvido pela CIA, que alegou que os objetivos dos projetos eram desenvolver métodos para tortura e interrogatório, a serem usados em "inimigos do país", mas alguns historiadores afirmaram que o projeto teve como objetivo criar escravos mentais, programados para realizar vários atos, como assassinatos, atos de terror, e outras missões secretas, que eram realizadas pelos próprios cidadãos americanos. Diversos seres humanos foram utilizados como cobaias durante esse projeto, adultos e crianças, sem o consentimento destes, e sem o conhecimento de que estavam sendo usados nestas experiências. Os que sobreviviam, se tornavam escravos mentais, absolutamente manipuláveis, podendo serem acionados a qualquer momento para executar qualquer ação exigida pelo manipulador. Enquanto a mídia de massa até hoje ignora esta questão, mais de 2 milhões de americanos têm passado pelos horrores do programa ao longo dos anos.

 

As experiências sádicas, típicas dos rituais satânicos, visavam manipular o estado mental e alterar as funções cerebrais. Foi através desses experimentos que se desenvolveu, por exemplo, o "soro da verdade". Os métodos para criação do trauma variavam entre:

  1. Abusos e torturas diversas;

  2. Confinamento em caixas, gaiolas, caixões, ou mesmo enterro (muitas vezes com uma abertura ou tubo de ar de oxigênio);

  3. Contenção com cordas, correntes, algemas, etc.;

  4. Afogamento não fatal;

  5. Extremos de calor e frio, incluindo submersão em água gelada e queima de produtos químicos;

  6. Esfolamento (apenas camadas superiores da pele são removidas em vítimas destinadas para sobreviver);

  7. Fiação em lugares do corpo;

  8. Luz ofuscante perto dos olhos;

  9. Choque elétrico em partes sensíveis e não-sensíveis do corpo;

  10. Ingestão forçada de fluídos corporais ofensivos e matéria, tais como sangue, urina, fezes, carne, etc;

  11. Pendurado em posições dolorosas ou de cabeça para baixo;

  12. Deixar a vítima com fome e sede por dias, semanas ou meses;

  13. A privação de sono;

  14. Compressão com pesos e dispositivos;

  15. Isolamento de percepção (faz com que a vítima não sinta os sentidos de: visão, audição, tato, paladar e olfato);

  16. Drogas para criar ilusão, confusão e amnésia, frequentemente administradas por injeção intravenosa (LSD era a mais comum);

  17. Ingestão ou substâncias químicas tóxicas intravenosas para criar dor ou doença, incluindo agentes quimioterápicos;

  18. Membros superiores e inferiores puxados ou deslocados;

  19. Aplicação de serpentes, aracnídeos, larvas, roedores (ex: ratos) e outros animais para provocar sentimentos de medo, nojo e repudia;

  20. Experiências de quase-morte, comumente asfixia por sufocamento ou afogamento, com reanimação imediata;

  21. Vítimas são forçadas a realizar ou testemunhar abusos, torturas e sacrifícios de pessoas e animais, geralmente com objetos afiados;

  22. Participação forçada de escravidão humana;

  23. Em alguns casos, a vítima é abusada propositalmente para engravidar; o feto é, então, abortado, sacrificado ou se torna escravo;

  24. A vítima, recebe um tratamento que causa um efeito de abuso espiritual, onde a vítima se senti possuída, perseguida e controlada internamente por "espíritos malignos" ou "demônios";

  25. Profanação de crenças judaico-cristãs e suas formas de culto; dedicação a Satanás ou outras divindades;

  26. Abuso e ilusão para convencer as vítimas que Deus é mau, tais como convencer uma criança que o mesmo a abusou;

  27. Cirurgia, tortura ou experimento para causar a percepção de bombas físicas ou espirituais ou implantes;

  28. Ameaças de dano à família, amigos, entes queridos, animais, e outras vítimas, para forçar o cumprimento das ordens;

  29. Uso de ilusão e realidade virtual para confundir e criar uma divulgação não-credível.

 

Imagem de uma menina branca sem identificação, entre 8 e 10 anos de idade. Exposta a cinco meses de experimentação com doses maciças de LSD, eletrochoque e privação sensorial, no Projeto MK-ULTRA, em 1961.

 

 

Em 1964, o MK Ultra foi rebatizado de MK-Search e subdividido em 149 subprojetos para apagar memórias, implantar lembranças falsas e incentivar personalidades múltiplas. Na década de 70 o projeto ​​foi trazido à luz por várias comissões, incluindo a Comissão Rockefeller de 1975. Embora se afirme que a CIA parou com o tal programa depois destas comissões, muitos afirmam que o projeto simplesmente foi “abafado” e mudou de nome, passando a se chamar "Programação Monarca".

 

 

Programação Monarca

 

O nome "Programação Monarca" vem da borboleta monarca, um inseto que começa sua vida como um verme (que representa um potencial não desenvolvido) e, após um período de encasulamento (programação) renasce como uma linda borboleta (o escravo Monarca).

 

O controle mental é secretamente usado por vários grupos e organizações para diversos fins. Segundo Fritz Springmeier, esses grupos são conhecidos como "A Rede" e formam a espinha dorsal da Nova Ordem Mundial. As principais programações conhecidas são:

 

Beta = Programação sexual. Conhecida como "beta kitten", é o tipo mais visível, muito usado em celebridades femininas, modelos, atrizes e cantoras, ou seja, da indústria do entretenimento. São as "sexy simbols", sempre super sensuais e sexualizadas, que vira e mexe se apresentam com elementos felinos para sinalizar sua programação. O filme "Sucker Punch" fala sobre a Programação Beta Kitten (trauma causado pelo padrasto, uso de drogas, lobotomia, criação de alter-ego, criação de universos paralelos com a finalidade de fugir da realidade, prostituição, escravização mental e sexual).

 

 
Alpha = Programação regular. É caracterizada pelo aumento da capacidade visual, da memória e da força física. Subdividi-se a personalidade das vítimas através da estimulação via neurônio, separando os lados direito e esquerdo do cérebro. No vídeo abaixo você verá o relato de duas mulheres que sofreram esse tipo de programação.

 

Sobreviventes denunciam Projeto MK-ULTRA:

 
Theta = Programação psíquica. Determinados para apresentar habilidades telepáticas, com a ajuda de sistemas eletrônicos desenvolvidos para este fim, em conjunto com computadores altamente avançados e sistemas de rastreamento por satélite sofisticados, como "bruxos" ou "gurus" tecnológicos. Uma espécie de "Professor Charles Xavier " do filme X-Men.


Delta  = Programação assassino. Desenvolvida para formação de agentes especiais ou soldados de elite usados em operações secretas. Os indivíduos são desprovidos de medo e são muito sistemáticos na realização de sua missão. Instruções de auto-destruição ou suicídio são colocadas nesse nível.

O filme "A Identidade Bourne" mostra um soldado americano que passou pelo procedimento de manipulação da mente para se tornar uma arma de guerra, um soldado delta. Bourne é uma personalidade criada em laboratório, uma mente manipulada sob tortura para realizar tarefas militares a mando do governo, sem hesitar. Outro filme lançado mais recentemente chamado "American Ultra: Armados e Alucinados" mostra mais claramente como funciona o projeto de programação mental. Sob um comando de voz, um cidadão aparentemente comum é "ativado", e se torna um soldado delta.

 

Escravos monarcas são utilizados pelas organizações para realizarem operações, como bodes expiatórios treinados para executar tarefas específicas, outros são usados para influenciar as massas, criar padrões de comportamento e pensamento que induzam a prostituição, a escravidão sexual e a pornografia, ou mesmo popularizar os simbolismos da Nova Ordem Mundial. Olhe para os jovens dessa geração, o plano está funcionando!

 

Preste bem a atenção nas imagens e pessoas abaixo, e avalie a vida de cada um observando a mudança drástica de personalidade sofrida ao longo dos anos.

 

Alguns filmes são utilizados na programação monarca: O Mágico de Oz, Alice no País das Maravilhas, Pinóquio e a Bela Adormecida. Em cada caso, ao escravo, é dada uma interpretação particular da história do filme, a fim de melhorar a programação. Por exemplo, um escravo assistindo O Mágico de Oz é ensinado que "Somewhere Over The Rainbow (Em Algum Lugar Acima do Arco-íris)" é o "lugar feliz" onde os escravos com trauma dissociativo vão até o fim para escapar da dor insuportável infligida sobre eles. Usando o filme, programadores incentivam escravos a ir "over the rainbow (Acima do Arco-íris)", ou seja, se dissociarem, efetivamente separam suas mentes de seus corpos. Esses filmes podem parecer muito inocentes, mas não são. O Mágico de Oz, por exemplo, foi criado por L. Frank Baum, um membro da Sociedade Teosófica (organização ocultista que visa extrair as raízes comuns de todas as religiões a fim de formar uma doutrina universal - NOVA ORDEM MUNDIAL). O Mágico de Oz é um conto alegórico sobre o caminho da alma para a iluminação, doutrina ocultista, totalmente anti-bíblica (Leia mais aqui).

 

"As pessoas dizem: "Qual é a finalidade disso?" Meu melhor palpite é que o propósito dele é que eles querem um exército, dezenas de milhares de robôs mentais que vão divulgar a prostituição, a pornografia infantil, contrabando de drogas, participar do contrabando internacional de armas, fazer filmes de rapé, todo tipo de coisas muito lucrativas, fazer o seu lance e, eventualmente, são os megalomaníacos no topo das elites, acredito que eles vão criar uma Ordem satânica que vai dominar o mundo". - D. Corydon Hammond, Ph.D.

 

Oficialmente a Programação Monarca nunca existiu, mas não faltam evidências de que o controle da mente continua em ação total. Alguns sobreviventes, com a ajuda de terapeutas dedicados, foram capazes de "desprogramar" a si mesmos e divulgarem os detalhes horríveis de suas provações, outros como a atriz Roseanne Barr abaixo, denunciam o domínio da Programação Monarca em Hollywood.

 

Atriz de Hollywood denuncia o controle mental em Hollywood:

 

 

Quantos e quantos jovens hoje são influenciados diretamente por esses artistas? Seus comportamentos, suas roupas, seu linguajar, suas visões do mundo e principalmente de Deus, até mesmo os que se dizem cristãos... E quem influencia esses artistas, é influenciado por quem? A quem eles servem?

 

Pense nisso e abra os seus olhos! Nossos jovens estão mergulhados em prostituições, drogas, desonram seus pais, mentem, são depressivos, depravados, vazios, vivem em busca de prazer, de razão, mas não buscam a Deus. Roubam, matam, cometem os piores crimes... Eles são o alvo de Satanás para criar uma geração totalmente apóstata.

 

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim [o fim] sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição," 2 Tessalonicenses 2:3

 

"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;" 1 Timóteo 4:1

 

"Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo." 1 Pedro 1:16
 

Que Deus nos ajude!

 

Fontes:

http://midiailluminati.blogspot.com.br/

http://danizudo.blogspot.com.br/

http://super.abril.com.br/ciencia/assassinos-remotos/

Please reload

ESTUDOS RECENTES

March 14, 2019

July 3, 2018

Please reload

DESTAQUES

A "IGREJA" MODERNA E SEU FALSO "EVANGELHO"

21.09.2017

1/10
Please reload

CATEGORIAS