© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

11/9 - A VERSÃO OFICIAL É A REAL?

10.02.2017

No dia 11 de setembro de 2001 o mundo ficou chocado ao ligar a TV e se deparar com uma cena de filme, que infelizmente era realidade, algo havia se chocado as torres mais altas da cidade de Nova Iorque, era o início de uma grande tragédia, onde quase três mil pessoas morreram, segundo números oficiais.

 

A maioria dos jornais mundiais imediatamente começaram a falar em atentado terrorista, o que naquela época não era muito comum. Até hoje há muitas controvérsias em torno dessa data, se analisarmos os fatos que envolvem esse caso, a pergunta que não quer calar é: Foi realmente um atentado ou foi algo planejado, de dentro?

 

 

 

A data 11/9

 

Para os adeptos das religiões mistério ocultistas provenientes da Babilônia, Pérsia, Egito, Grécia, Roma... a numerologia, a geometria, a alquimia, o esoterismo, a magia, a cabala, entre outros, são de extrema importância, uma vez que eles trabalham no que eles chamam de "outras dimensões" (Efésios 6:12), assim como nós utilizamos letras e palavras para nos comunicarmos, eles usam números, formas geométricas e simbolismos para transmitir uma mensagem oculta.

 

Já reparou que o número dez representa a plenitude? A nota mais alta a ser alcançada; O número de destaque na camisa dos maiores jogadores...

O número 10, para eles, representa Deus (o alfa=1 e o ômega=0, o início e o fim). Ao escrever 911 (9+11), por exemplo, a mensagem seria: "passar por cima de Deus e ir além", ou "negar Sua existência", indo do 9 direto ao 11, como se o 10 não existisse. Esse é o desejo de Satanás, ir além de Deus, ser mais do que Ele.

 

Agora que você já sabe disso, repare como a elite satânica trabalha, nos EUA o

 

número que se disca quando se está em uma emergência, ou seja, precisando de socorro, é 911, assim eles obrigam a população a enviar a mensagem que eles querem, inconscientemente, negar a Deus nos momentos de necessidade, e isso se repete muitas vezes sem que a maioria se quer perceba.

 

No dia 11/9/1991 George Bush [pai], anunciou oficialmente para todo o mundo, o que seria o início da implementação da NOVA ORDEM MUNDIAL [Assista aqui]. Nesta mesma data, exatamente 10 anos depois acontece a tragédia com as torres gêmeas de Nova Iorque, no governo de George Bush [filho]. Quanta coincidência, não?!

Repare que em inglês a data é escrita assim: 9/11 pulando o número 10. Tudo indica que o 11/9 foi um grande ritual satânico, planejado para todo o mundo ver.

 

 

 

As torres

 

Acima você viu que as formas geométricas e a numerologia são uma das formas de comunicação usadas pela elite ocultista. Se você reparar bem, as torres formavam geometricamente o número 11, bem imponente sobre a cidade de Nova Iorque.

 

O complexo original do WTC (World Trade Center) era composto por sete prédios, dos quais as torres 1 (Torre Norte) e 2 (Torre Sul) eram as mais imponentes. Quando concluídas,  eram um dos edifícios mais altos do mundo. Fato curioso é que nos templos maçônicos (os fundadores da América eram maçons e seus principais líderes também são) é possível encontrar duas torres principais em destaque, conhecidas como "os dois pilares da Maçonaria", Jaquim e Boaz (imitando as torres do Templo de Salomão de 2 Crônicas 3:17), uma torre Sul (sol), uma torre Norte (lua). Coincidência?

 

 

A Esfera

 

Havia também uma obra de arte chamada de "A esfera" (olha a geometria aí), que ficava na praça do complexo do WTC, sobre uma fonte de água (elementos alquímicos são muito importantes nas religiões mistério), ela foi criada na Bavária, onde surgiram os Illuminatis e sobreviveu ao 11/9 quase intacta.

 

Foi colocada em uma praça em memória ao "atentado" com uma placa que diz: "Durante décadas, esta escultura estava na praça do World Trade Center. Intitulada "A Esfera", foi concebido pelo artista Fritz Koenig como um símbolo da paz mundial. Foi danificada durante os eventos trágicos de 11 de setembro de 2001, mas permanece como um ícone da esperança e do espírito indestrutível deste país. A Esfera foi colocada aqui em 11 de março de 2002 como um memorial temporário para todos os que perderam suas vidas nos ataques terroristas no World Trade Center. A chama eterna [o fogo, além de ser um elemento alquímico, é um forte símbolo pagão, muito usado em rituais de sacrifício] foi incendiada em 11 de setembro de 2002 em homenagem a todos os que estavam perdidos. Seus espíritos e sacrifícios nunca serão esquecidos."

 

 

O WTC 7

 

No terceiro arranha-céu do complexo funcionavam os principais órgãos do governo: O Serviço Secreto dos Estados Unidos, o Departamento de Defesa Americana, o Serviço de Imigração e Naturalização, a Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio dos Estados Unidos, o Gabinete de Gerenciamento de Emergência do Prefeito, o Conselho Regional de Receita Federal, e Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos - CIA.

 

Apesar de não ter sido atingida por nenhum avião, mas somente por destroços das torres gêmeas e por um incêndio, sete horas após a queda da última torre gêmea, a torre 7 também "cai" no que parece uma implosão controlada. Muitos questionamentos surgiram, pois nesse prédio haviam inúmeros documentos importantes que se "perderam" com a queda do prédio. Outro fato a se destacar é: Como um incêndio derrubaria um prédio como esse tão rápido? Compare a outros casos parecidos:

 

  • 1945 - Um bombardeiro B52 colidiu com o Empire State Building em Nova York. Morreram 14 pessoas devido ao incêndio, mas o prédio não caiu;

  • 1975 - Um incêndio numa das Torres Gêmeas em Nova York alastrou do 9º ao 14º andar, mas o prédio não caiu;

  • 1988 - Incêndio no Edifício do First Interstate Bank em Los Angeles, ardeu fora de controle dos bombeiros durante 3h30m. Destruiu 4 dos 64 andares deste edifício, mas o prédio não caiu;

  • 1991 - Incêndio no Meridian Plaza na Filadélfia, edifício com 38 andares, com fogo muito intenso durante 18 horas que atingiu 8 andares, e o prédio não caiu;

  • 2004 - Um arranha-céus de 56 andares na Venezuela ardeu durante 17 horas destruindo por completo 26 andares, mas não caiu;

  • 2005 - Incêndio na Torre Windsor em Madrid. A torre tinha 32 andares, o incêndio durou 24 horas e destruiu os 10 últimos andares. Apesar do topo ter ruido, o edifício em si não se desmoronou.

 

Ben Fountain, era analista financeiro e trabalhava em uma das torres do WTC. Ele deu uma entrevista à revista People dizendo que semanas antes do 11/9 aconteceram movimentações estranhas no complexo, e o WTC 7 foi evacuado por questões de segurança. Um outro funcionário, Scott Forbes, que trabalhava para a Fiduciary Trust na Torre Sul, declarou em uma entrevista à Wing TV que sua companhia recebeu um aviso, de 3 semanas de antecedência, de que a Companhia Elétrica de Nova Iorque iria desligar as luzes a partir do andar 48. A razão alegada era aumentar a capacidade de números de computadores do WTC. Forbes disse, que nunca haviam cortado o fornecimento de luz antes dessa ocasião. Como desligaram as luzes, as câmeras de vídeo de segurança ficaram sem funcionar assim como os sistemas de identificação e os elevadores para andares acima do 48. Havia muitos engenheiros entrando e saindo do World Trade Center que tinha acesso livre ao prédio em função do sistema de segurança ter sido desligado. Nessa mesma época houve um relaxamento na segurança em todo o complexo. Cães farejadores de bombas foram dispensados e a maioria da equipe de segurança estava ausente durante as semanas anteriores ao atentado e assim permaneceram até a fatídica data. A pessoa que teria autorizado este relaxamento na segurança seria ninguém mais ninguém menos que Marvin Bush, irmão do presidente americano. Por coincidência Marvin era diretor da HCC Insurance Holdings, empresa de seguros do World Trade Center.

 

 

 

As colisões

 

Às 8:46 do dia 11/9 acontece a primeira explosão, que atinge a torre norte. Em uma fantástica "coincidência", um grupo de bombeiros recebeu uma ligação anônima de alguém que sentiu cheiro de gás em certo local com visão privilegiada para os prédios. Estavam com eles os documentaristas franceses Gedeon and Jules Naude filmando o tudo o tempo todo. Eles foram os únicos que conseguiram registrar a primeira explosão. OBS: Não havia nenhum vazamento ou cheiro de gás no local.

 

Em dezembro de 2001, o presidente George W. Bush foi pego na mentira, quando perguntado sobre qual foi seu primeiro pensamento quando soube do ataque, ele disse: "Eu vi um avião atingir a torre - a TV estava obviamente ligada - e eu, acostumado a voar, falei 'Que piloto terrível. Deve ter sido um horrível acidente'". O problema é que não havia NENHUM registro do primeiro avião atingindo a torre, porque o ÚNICO registro até o momento era o dos documentaristas, filmado em rolo (para cinema) e só foi revelado à tarde.

 

 

Às 9:02 outra explosão, agora na torre sul, mas desta vez todos estavam com suas câmeras apontadas para lá. Essa explosão foi transmitida ao vivo para o mundo todo ver e repetida inconstáveis vezes ao longo dos anos.

 

 

A pergunta que não quer calar é: Numa colisão, ambos os objetos recebem o impacto e se danificam, correto? Então por que neste caso, o "avião" não recebeu o impacto da batida, mas foi absorvido pela torre completamente e somente depois explodiu? Onde foram parar os destroços do avião que não se podem ver durante a explosão, enquanto o prédio pega fogo ou mesmo no buraco após os prédios caírem por completo? Onde estão os rastros que as turbinas dos aviões deixam quando passam, nas imagens do tal atentado? O vídeo abaixo aborda pontos interessantes...

 

 

 

O Pentágono

 

 

Lembra das formas geométricas? O pentágono, nada mais é do que uma forma geométrica que produz uma estrela de cinco pontas, símbolo número um do satanismo.

 

Às 9:37 uma nova explosão, agora no Pentágono. Posteriormente o governo informou que era um outro avião, o vôo 77, mas não é bem o que parece...

 

Nenhum dos seqüestradores que "pilotavam" era bons pilotos. Tiveram lições de vôo, mas todos os instrutores disseram que eles eram um fracasso, porém segundo o pessoal do tráfego aéreo que acompanhava tudo no radar, ele fez uma volta de 270º enquanto descia vertiginosamente dois mil metros em dois minutos, para nivelar a poucos metros do chão (o suficiente pra quebrar as lâmpadas de postes do Pentágono) e descer mais ainda, mantendo a turbina a poucos centímetros do solo (sem que isso arruinasse o gramado do Pentágono) para que fosse possível bater no primeiro andar. Tudo isso a 640 Km/h , e voando manualmente numa cabine cujos avisos sonoros e visuais transformam o espaço do piloto numa verdadeira discoteca. Nada mal para alguém que nunca sentou num Boeing antes...

 

Mas as pessoas que estavam nas vias ao redor não ficaria surdas com o barulho de um Boeing bem em cima de suas cabeças? E onde estão as imagens das câmeras das vias? Havia três câmeras de segurança privada perto do Pentágono: uma no Hilton, outra num posto de gasolina, e outra no departamento de transportes da Virgínia. Em questão de minutos após o acidente, o FBI apareceu nos três locais e confiscou as fitas.

 

Há cinco baterias antiaéreas extremamente sofisticadas ao redor do Pentágono que operam automaticamente, e atiram em tudo o que não tenha identificação no radar. Por que elas não destruíram o tal avião? A resposta do Pentágono: o sistema automático havia sido desativado justo naquele dia para ser realizado um exercício militar! Outra grande "coincidência", não?!

 

Veja as fotos abaixo e procure evidências de um avião. Tudo indica que foi na verdade um míssil.

 

 

 

Queda ou implosão?

 

Quando a primeira torre cai, ela cai perfeitamente alinhada sobre si, de cima para baixo, e o mesmo se repete na segunda e na terceira torre. Diversas testemunhas descrevem ter ouvido explosões sucessivas pouco antes da queda.

 

William Rodriguez, funcionário da manutenção, foi um verdadeiro herói, abrindo as portas para que as pessoas pudessem evacuar o prédio. Reentrou por três vezes na Torre Norte, sendo o último a sair com vida dela. Ele (e mais 14 pessoas) não só sentiram explosões no subsolo - segundos antes que o avião atingisse a primeira torre - como ajudou um colega vítima dessas explosões, que estava no subsolo e sofreu queimaduras graves na mão e rosto. Também ouviram uma série de pequenas explosões entre o 20º e o 30º andar, quando já estava ajudando os sobreviventes. Ele tentou contar esta história aos jornalistas, chegou inclusive a gravar uma longa entrevista para a NBC, mas que acabou não sendo divulgada dentro dos EUA. Durante anos ele vem recebendo pequenos "alertas" de jornalistas para não falar sobre estas coisas, pois ele não sabe com o que está se metendo, etc.

A teoria de uma explosão no subsolo é reforçada pelo depoimento de um bombeiro no documentário 9/11, ao ver a destruição no Hall de entrada: "Havia corpos por toda parte", "tivemos a impressão de que o avião havia atingido o Hall".

 

Para um prédio cair assim, tão perfeitamente de forma natural, é necessário que o fogo tenha atingido as estruturas de forma igual, intensa e constantemente, para que elas se partam ao mesmo tempo, em tão curto espaço de tempo. Ninguém, nem os bombeiros e policiais esperavam que os prédios caíssem com os estragos do avião. As comunicações de rádio dos bombeiros que estavam nos andares superiores das Torres indicam claramente que os incêndios estavam sob controle e que as estruturas não estavam em risco de ruir, mas todos os especialistas disseram (posteriormente) que foi o intenso calor do fogo do combustível que enfraqueceu as vigas, não suportando assim o peso do prédio. Estranho que o querosene do avião,- único combustível suficiente pra atingir tais temperaturas, durasse tanto, mais estranho ainda que diante de temperaturas tão altas, como explicar a sobrevivente abaixo acenando, minutos depois, exatamente de onde o suposto avião teria entrado?

 

 

A NASA, dias depois, mostrou imagens de satélite​​s que marcaram a temperatura no local, e registraram temperaturas maiores do que as possíveis, no caso de um simples colapso estrutural. 

Explosivos geralmente causam alta temperatura a ponto de derreterem aço. Somente o calor da explosão não seria capaz de tamanho estrago.

 

 

 

 

 

Investigações

 

Você já ouviu falar em Philip D. Zelikow? Este é um nome chave para se começar a perceber que nem tudo é o que parece ser. Zelikow trabalhou como diretor-executivo da Comissão de investigação do 11/9, nomeado pelo seu próprio chefe, o presidente americano George W. Bush. Desde 1989, Zelikow se tornou uma espécie de braço direito da presidência americana, nomeado inclusive pelo presidente Barack Obama para ser do Conselho de Inteligência do Presidente.

 

O fato é que o diretor administrativo da comissão investigatória do 11/9 era uma pessoa de confiança do governo Bush, e isso mostra que a comissão não era independente e seu relatório é no mínimo duvidoso. Era como se Zelikow fosse encarregado de investigar a seu patrão, um gritante conflito de interesses. As principais testemunhas oculares, provas e opiniões de peritos independentes foram abafadas e somente liberado aquilo que o governo dos EUA permitiu. Ele conseguiu ao final da sua "investigação" afirmar e convencer a todos que Osama Bin Laden e seus 19 ajudantes eram os únicos responsáveis pelos ataques de 11 de setembro, surpreendendo completamente as autoridades americanas, numa cadeia de "infelizes acasos". A final, menos de 24 horas antes do atentado, por exemplo, quase todos os aviões de caça, encarregados da defesa da cidade, foram enviados para outras regiões para treinamento de guerra e a cidade ficou completamente desprotegida. Os EUA cometeriam esse erro ou foi um infeliz acaso?

 

No fim, ninguém foi responsabilizado pelos erros cometidos dos responsáveis pela segurança nacional, pelo contrário, Bush promoveu e recompensou a todos, e os árabes malvados foram acusados como os únicos autores, ponto final.

 

 

Osama Bin Laden

 

Conhecido como o fundador da Al-Qaeda, que tinha por objetivo expulsar as tropas russas do território do Afeganistão, financiada pelo governo americano para a compra de armas e realização de treinamentos, porém com a Guerra do Golfo e a instalação de bases militares americanas na península arábica, Bin Laden iniciou uma campanha de combate a permanência americana nesses territórios. São atribuídos à Al-Qaeda, pela CIA, diversos atentados, incluindo o 11/9.

 

A mídia massivamente afirmou durante todos esses anos a culpa de Osama Bin Laden pelo 11/9, mas o porta-voz do FBI, Rex Tomb, questionado pelo fato de não haver acusação de terrosismo na lista de crimes cometidos por Bin Laden, disse em 2006: "a razão pela qual 9/11 não é mencionado na página de procurado do Osama Bin Laden é porque o FBI não tem provas concretas de ligação entre Bin Laden e o 11/9."

 

Na verdade, tudo indica que foi construído um "inimigo" para receber o crédito pelo 11/9, tirando o foco do governo, e ainda justificando a introdução das guerras no Afeganistão e no Iraque.

 

Há uma série de arquivos que apontariam que Bin Laden teria morrido em 16 de dezembro de 2001, em decorrência de problemas renais e que o governo americano teria ciência do fato. Um jornal local publicou uma nota, em 26 de dezembro de 2001 em que um oficial talibã afirma ter ido ao funeral de Osama Bin Laden, no dia seguinte foi divulgado um vídeo de Bin Laden comemorando os ataques, mas em momento algum ele assume sua autoria. O próximo vídeo de Bin Laden só surge em 2004, antes da eleição presidencial americana. Depois de tudo isso, os EUA afirmam ter capturado, matado e sumido com o corpo de Osama Bin Laden, sem que haja uma única prova se quer do fato, somente a palavra do governo americano e todos acreditam cegamente. Muitos dizem que Obama fez a declaração oficial da morte de Bin Laden visando conquistar a reeleição, já que seu governo vinha recebendo muitas críticas. Parece que a estratégia funcionou.

 

É notório o discurso americano contínuo de combate ao terrorismo desde então, mas o que se vê na prática nos bastidores é bem diferente, pois os EUA estão sempre fazendo acordos beneficiando e enviando "ajuda financeira" aos países diretamente envolvidos com o terrorismo. 

 

 

Conversas telefônicas do avião
 

Há uma série de documentários na internet e até mesmo um filme foi produzido, chamado "Voo 93 - O Filme" que conta a história do voo que teria sido abatido pelos próprios passageiros, caindo na Pensilvânia.
Segundo os relatos, tudo indica que os passageiros de um avião sequestrado puderam telefonar livremente, sem serem molestados pelos sequestradores.


Mark Bingham, por exemplo, teria ligado para sua mãe e dito: “Alô, mãe, é seu filho Mark Bingham… você me reconhece como seu filho? Três homens tomaram o avião e dizem que têm uma bomba…”. Que mãe não reconheceria a voz de sei filho? Por que ele se apresenta para sua mãe com nome e sobrenome? Por que não aproveita essa oportunidade para expor suas emoções, dizer a sua mãe que ele a ama ou se despedir? Ao invés disso, ele resolve calmamente dar detalhes da situação...

 

Os telefonemas alegadamente feitos pelos passageiros dos vôos provaram ser impossíveis de serem realizados pelo Professor A. K. Dewdney. [Veja aqui] e das caixas-pretas de todos os aviões envolvidos apenas uma estava em boas condições, embora elas sejam feitas para ser praticamente indestrutíveis, e o conteúdo nunca foi divulgado.


 

 

Outras evidências

 

Na Pensilvânia um avião da United Airlines cai sobre uma área rural em Shanksville, após ter sido perseguido por dois caças interceptadores. A versão oficial é a passada pelos celulares de alguns passageiros, que conseguiram lutar com os sequestradores e o avião acabou perdendo altitude e caindo... mas se os celulares não funcionavam a bordo de aviões em altitude de cruzeiro em 2001, como pode? O fato é que NADA explica como um avião caindo no chão por inteiro deixa destroços espalhados por uma área com mais de seis quilômetros, sem falar no relato das testemunhas que viram destroços caindo do céu... 

 

Embora nada tenha sobrado dos aviões, nenhum assento, bagagem, turbina, motor, NADA, já que os aviões compostos de 100 toneladas de alumínio, aço e titânio, evaporaram no ar, sobraram partes suficientes dos corpos dos passageiros para se fazer o reconhecimento pelo DNA, apenas dos sequestradores nada disso foi possível. Por isso seus nomes não estão no obituário. Além disso, após o 11 de setembro sete dos alegados terroristas declararam estar vivos.

 

As autoridades americanas nunca provaram o embarque dos 19 árabes para o interior dos quatro aviões que teriam sido sequestrados. As imagens mostradas seriam anteriores a data em questão.

 

Três meses antes do 11/9, o World Trade Center foi alugado a um setor privado (Silverstein Group) por $3.2 bilhões, a ser pago em 99 anos. Só que as Torres demandavam reparos na ordem de $200 milhões, o que significa um ano dos lucros do WTC. Os ataques de 11 de setembro mudaram todo o cenário (não só literalmente), pois em vez de gastar com reformas, a Silverstein está reconstruindo tudo do zero, bancado pelo seguro, que cobria atos de terrorismo. O valor total segurado é de $3.5 bilhões de dólares, o que seria suficiente pra construir um maravilhoso complexo, mas não é só isso... Graça ao prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg, que encontrou investidores dispostos a construir um novo WTC, os $3.5 bilhões do seguro vão direto para a poupança do sortudo Larry Silverstein. Que cara de sorte!

 

A transação "put options" (Uma espécie de "aposta" de que as ações vão baixar de preço) de ações da United Airlines e da American Airlines multiplicaram-se nos três dias anteriores ao atentado. Parece que algumas pessoas sabiam o que estava por vir e ganharam muito dinheiro com isso.

 

O maior absurdo que o FBI divulgou é que nos destroços do WTC teria sido encontrado o passaporte de Satam Al Sugami, um dos terroristas que supostamente estariam sequestrando o segundo avião. Agora eu pergunto: Como o passaporte (feito de papel) poderia resistir à bola de fogo gerada pela explosão, resistir ao incêndio da Torre, ao desmoronamento e ser encontrado posteriormente pela polícia, com a foto do suspeito quase intacta? É muita sorte... Devemos lembrar que a maior peça de mobília encontrada nos destroços das torres foi a metade de um teclado.

 

Recentemente o presidente da Rússia, Vladimir Putin ameaçou liberar imagens de satélites russos e vídeos sobre o 11/9 que recontariam a história e fizeram os americanos tremerem. [Veja aqui]

 

Loose Change é um excelente documentário de 2007, escrito e dirigido por Dylan Avery, e produzido por Korey Rowe com Jason Bermas. O vídeo alega que os atentados de 11/9 foram preparados e conduzidos por elementos de dentro do governo dos EUA e se baseia em anomalias percebidas no registro histórico dos atentados. Assista uma parte dele:


 

Após o 11/9

 

Diversos monumentos foram construídos em memória ao 11/9, cada um mais estranho do que o outro, aqui novamente as formas geométricas e a linguagem oculta são o destaque.

 

O Memorial de Boston

Em forma de cubo (forma que representa a terra nos sólidos platônicos), feita em vidro e aço, possui dois caminhos entrelaçados que representariam os dois vôos que decolaram do Aeroporto Logan de Boston. A parte superior do cubo representaria um "céu fraturado", porque o céu nunca mais foi o mesmo desde o 11/9.

 

 

A Placa Polonesa

 

Esta placa foi instalada na base da estátua de KATYN, em Nova Jersey. A estátua (que também está na placa), é de um soldado da Segunda Guerra Mundial sendo ferido nas costas. O Escritor do "Ground Zero" resume perfeitamente o seu simbolismo esotérico: "É a deusa com uma águia com um pingente hexagrâmico pendurado em seu pescoço, assim como o sol formando uma áurea atrás dela, segurando uma das torres em chamas como um falo que está a ejacular. A sexualidade inerente a estes temas astro-teológicos deve lamentar que algum tipo de magia cerimonial está sendo chamado aqui, mesmo que os artistas que criaram a estátua e/ou a placa não soubessem de sua arte na maior relevância para o mega ritual do 11 de Setembro" [wearechangenewjersey.org]


A mulher, retratada semelhante a representação romana da Virgem Maria, é um conceitual da deusa feminina que completa a divindade solar.

 

 

O Memorial do Olho Que Tudo Vê - Ground Zero

A peça, feita em vidro e pedra formando um mosaico elíptico, com o olho que tudo vê em destaque bem no centro de um vórtice ultramarino com a imagem da Cidade de Nova Iorque tecida na imagem. Esta obra estava justamente no subsolo das Torres Gêmeas. Aqueles que sabem que isso significa e conhecem o mito do olho de Hórus, sabem que Osíris, experimenta o renascimento no submundo (sobsolo). Aqui encontramos claramente quem está por trás dos atentados do 11 de Setembro. O "Oculus", o projeto de obras de arte, foi colocado diretamente sob as torres em 1998.

 

 

O Memorial Lágrima

Localizado em Bayonne, Nova Jersey, este monumento foi dedicado ao 11/9 em 2006, com pouca ou nenhuma cobertura da mídia. Ele é classificado como sendo um presente do presidente russo Vladimir Putin para a América e foi criada pelo artista russo Zurab Tsereteli. O monumento foi a fonte de muitas controvérsias pois sua forma lembra claramente as partes íntimas de uma mulher. Vale lembrar que Hórus, já foi retratado pelos antigos egípcios como o olho de um falcão peregrino com uma lágrima debaixo dela.

 

 

O Crescente Abraço

Este memorial ainda não havia sido concluído em 2009, mas ele criou mais controvérsia do que qualquer outro. A história “oficial” do 11/9 conta que pessoas islâmicas foram as responsáveis. Sendo assim, faz sentido criar um enorme memorial ao "atentado" na forma de um símbolo muçulmano?

 

O memorial tem o formato de uma lua crescente, o principal símbolo do islã e também foi provado que ele aponta diretamente para Meca.

 

 

Memorial Ground Zero

O Ground Zero (Marco Zero) é o memorial que foi criado no exato local onde ficavam as torres gêmeas, são basicamente como pegadas das antigas torres que formam duas piscinas artificiais, as quedas d'água constituem as maiores cachoeiras artificiais da América do Norte. Foi aberto à visitação do público em 2011, exatos 10 anos após o "atentado". Os nomes de todas as pessoas que morreram no 11/9 estão inscritos em painéis de bronze ao redor das piscinas.

 

Este monumento é o menos estranho, afinal é o mais visto e visitado de todos. Aqui podemos ver um cubo negro invertido coberto por uma cascata d'água (elemento alquímico não pode faltar), que forma uma piscina em seu interior, que possui outro cubo negro invertido de onde a vista se perde e as águas somem rumo ao fundo.

 

 

Torre Um ou Torre da Liberdade

O "One World Trade Center" (Centro Comercial Um Só Mundo - bem de acordo com a filosofia da Nova Era) ou simplesmente "Torre Um", ou ainda "Torre da Liberdade" é o "novo WTC" que renasce das cinzas. Foi construída com 541 m de altura, 104 andares, alcançando o título de edifício mais alto dos Estados Unidos e o terceiro prédio mais alto do mundo.

 

Reparem que a Torre Um tem um design completamente diferente de todos os demais prédios a sua volta, em forma triangular simples e invertida de várias faces, completamente espelhado, semelhante a uma pirâmide de prisma. Para os ocultistas o prisma absorve e emana energia mental e espiritual.

 

Após o inicio da construção deste prédio surgiram muitos relatos de pessoas que passaram a ouvir um som assustador nos seus arredores, gerando muitos arrepios.

 

Por que os fundadores da América produziriam um atentado como este?

É preciso lembrar aqui o que dizemos em cada estudo sobre a Nova Ordem Mundial: Tudo isso é acima de tudo uma questão espiritual. Tudo indica que esse "atentado" foi na realidade um grande e espetacular culto sacrificial, transmitido ao vivo para mundo todo pelas redes de TV, como uma mega "abertura" para uma