© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

MOVIMENTOS SOCIAIS x BÍBLIA

08.11.2016

A sociedade é frequentemente manipulada, de maneira indireta, em favor de filosofias contrárias a vontade de Deus. Toda vez que alguma peça desse xadrez precisa avançar a estratégia é sempre a mesma. Alguém levanta a questão, muitos se levantam contrários, alguns poucos a favor, o assunto é colocado por um tempo em debate, todos passam a pensar a respeito, a questão já não parece assim tão absurda, algumas pessoas influentes passam a defender o assunto, a mídia se coloca a favor, assim muitos passam a simpatizar com a ideia e muito em breve a grande maioria estará convencida, em nome da "evolução do pensamento". Aquilo que é "tradicional", "santo", "bonzinho" virá pejorativo e aquilo que é "ousado", "secular", "sinistro" vira o padrão ideal a ser buscado.

 

Houve um tempo em que o sexo antes do casamento (fornicação) era considerado absurdo, houve um tempo em que ter um relacionamento extraconjugal (adultério) era escandaloso, houve um tempo em que o relacionamento entre pessoas do mesmo sexo (homossexualismo) era chocante, houve um tempo em que matar uma criança em nome da "liberdade de escolha" (assassinato) era inimaginável... Tudo isso hoje, já é normal para a maioria das pessoas, é a "evolução" humana, que muito enxergam ser para "melhor". Os únicos que permanecem contrários são sempre os "religiosos", "crentelhos", "fundamentalistas"... Eu diria: os fiéis a vontade do Senhor.

 

O homem é naturalmente atraído pelo pecado, devido a sua natureza caída, mas mesmo assim, ele sempre busca justificativas para se sentir bem ao fazê-lo, por isso essa manipulação vem sempre de forma oculta e sútil, com justificativas de fachada, que apontam sempre para a "liberdade", o "amor", e a "paz", encobrindo assim as reais intenções, mas fazendo com que os praticantes não tenham "dor na consciência" ao fazê-lo.


O grande objetivo da Nova Era nesses movimentos sociais é sempre tornar o certo em errado e o errado em certo, sempre usando os jovens e até as crianças, pois esses são mais abertos ao novo e mudarão as futuras gerações, sempre levando a sociedade cada vez mais para longe de Deus e da Sua Palavra, para isso muitos recursos são usados, como: a indústria musical, cinematográfica, jornalistica, publicitária, entre outras.

 

Vamos abordar alguns desses movimentos a seguir:

 

Racismo

Quando se pensa em racismo, geralmente temos a impressão de que isso sempre existiu, mas na verdade a história nos mostra que não era bem assim na antiguidade, pois as relações entre os povos eram sempre em busca de poder através da conquista dos territórios, quando não comerciais, e haviam também as rixas que consequentemente causavam guerras, mas nada motivado por diferença racial. Muitos povos não gostavam de se misturar a outros, mas por uma questão cultural e patrimonial, não racial.

 

Após o surgimento da pólvora, no Século I, na China, esse quadro começa a mudar aos poucos, impulsionados pela tecnologia militar que surge a seguir. Africanos e americanos nativos guerreavam com arcos, flechas e lanças, mas seus colonizadores já tinham armas de fogo, e isso tornou a maioria dos africanos e americanos nativos (índios) escravos. A partir desse novo posicionamento social, desenvolveu-se o sentimento de superioridade por parte dos colonizadores, em sua maioria europeus, e assim o movimento racial começa a eclodir.

 

Nos Estados Unidos, o racismo chega a extremos. Até 1965, existiam leis, como as chamadas leis de Jim Crow, que negavam aos cidadãos não brancos vários direitos. Haviam leis proibindo casamento inter-racial e segregando as raças em locais públicos. Paralelamente, desenvolveram-se grupos de supremacia negra, como o "Black Power" (em português, "Poder Negro") que se levantavam em favor dos direitos da população negra, e assim a guerra racial estava instaurada.

 

O movimento racial tem uma única causa, a soberba, e um único objetivo, a guerra, ou seja, esses movimentos nascem da natureza pecaminosa humana e só incentivam mais e mais divisão e o pecado, como numa avalanche que se inicia com uma pequena bola de neve, a diferença racial gera muitos outros males. Esse movimento causou muitas mortes, dores, divisões, guerras, e permanece ativo até os dias de hoje.

 

 

Hippies

 

O movimento hippie tem como seu símbolo algo que eles dizem representar "paz e amor", mas na verdade é um símbolo oculto antigo, conhecido como "pé de galinha", que significa originalmente "paz sem Cristo".

 

Trata-se de um movimento voltado para influenciar as massas, o coletivo, focado na contracultura (transformações de consciência, valores e comportamento) e ocorreu nos anos 60, nos Estados Unidos da América [sempre lá].

 

Se auto proclamava um movimento de "paz e amor" no pós guerra, mas o propósito real desse movimento, era a divulgação de uma mensagem defensora da libertinagem, do uso de drogas, do nudismo, do liberalismo sexual e principalmente dos pensamentos da religião da Nova Era.

 

Também foi o responsável pelo inicio do processo de busca pela felicidade e satisfação pessoal através de prazer, mais conhecido como "hedonismo", algo que até então não era bem visto pela sociedade considerada "conservadora", mas que a partir de então aos poucos passou a ser tolerado, depois aceito e então praticado, não só pela população local, como em todo o mundo, hoje esses comportamentos são vistos como algo comum. Objetivo atingido com sucesso!

 

 

Feminismo

 

O feminismo é um movimento que tem origem no ano de 1848, na convenção dos direitos da mulher em Nova Iorque - EUA [olha ele aí novamente].  Dizia ter como propósito a equiparação aos direitos das mulheres em relação aos homens, e foi mais amplamente disseminado entre 1960 e 1970.

 

Para todos os efeitos lutava, principalmente, pela igualdade de direitos trabalhistas e sociais femininos, mas na verdade buscava o liberalismo sexual feminino (até então não aceito pela sociedade), o direito ao aborto, a superioridade e independência feminina em relação aos homens, a guerra entre os sexos, entre outros.

 

Até hoje é clara a influência desse movimento no núcleo familiar, na sociedade como um todo, a guerra entre os sexos permanece acirrada, os papéis já não estão mais bem definidos, o liberalismo sexual a ambos os sexos foi alcançado e resultou em muitos casos de gravidez indesejada e para resolver essa questão, sugere-se o aborto. Um mal levando a outro, e outro...

 

O aborto é a única de todos as metas acima que ainda resiste, mas pelo visto por pouco tempo. O objetivo de criar uma sociedade que vive como se Deus não existisse, e que não se importa em fazer ou não a Sua vontade está cada vez mais próximo. Objetivo atingido com sucesso mais uma vez!

 

 

Ativismo Gay

 

"Libertação Gay" foi nome usado para descrever o movimento LGBT do final da década de 60, nos EUA [olha ele aí mais uma vez]. O movimento contemporâneo dos direitos gays em pleno vapor em nossos dias, mais ou menos com o mesmo discurso inicial do feminismo, a igualdade de direitos e o liberalismo sexual.

 

Os gays foram literalmente convidados à "sair do armário", revelando publicamente a sua sexualidade como uma forma de ativismo, e para combater a vergonha que tinham na época criaram a parada do orgulho gay, onde juntos expressam sua opção sexual. O slogan do movimento é a luta contra o preconceito e a busca pela aceitação da classe na sociedade. 
 

 O grande objetivo desse movimento é na verdade divulgar, incentivar e tornar comum a prática do homossexualismo e todas as suas variantes, fazendo com que algo que sempre foi duramente combatido ou mal visto pela sociedade passasse a ser aceito, bem visto e então praticado de maneira comum e livre, mais uma vez levando a sociedade para longe de Deus.

 

Aqueles que são contrários a essas práticas são chamados de "homofóbicos" e "conservadores" pela mídia e consequentemente pela sociedade simpatizante do movimento, criando assim uma pressão para que todos passem a aceitar e até praticar tais atos sexuais.

 

Após o ativismo gay surge a ideologia de gênero, que também alega lutar pelos direitos dos transsexuais, mas na verdade visa a mudança do conceito de família da sociedade, o incentivo direto a sexualidade infantil liberalista e a mudança comportamental de jovens e crianças.
 

 

Educação Social

 

A educação social é uma ferramenta poderosíssima para conduzir toda uma geração, pois ali há um investimento no futuro da sociedade. Pensando nisso todos os ensinos que conduziam uma criança a ser um adulto socialmente saudável e racional foram pouco a pouco abolidos e uma educação de má qualidade foi adotada pelo governo para "emburrecer" a sociedade, pois uma sociedade intelectualmente desenvolvida é uma sociedade ativa, uma sociedade intelectualmente deficiente é uma sociedade passiva.
 

O primeiro passo foi abolir as orações nas escolas, assim expulsamos Deus de lá alegando "estado laico" [mas não ateu], mas não eliminamos as festas e atividades "culturais" pagãs [esse deus nós mantemos], depois o ensino em si foi debilitado, de maneira que as crianças passam de ano mesmo sem ao menos saber as matérias. Resultado: hoje temos em nosso país muitos jovens com diploma de ensino médio e até superior que mal sabem escrever ou interpretar um texto.

Não fosse o bastante, nos últimos anos o governo iniciou um sistema de "educação sexual infantil" através de cartilhas distribuída nas escolas para crianças do ensino fundamental. Essas cartilhas são extremamente explícitas e tendenciosas, incentivam por exemplo a masturbação dessas crianças, o uso de drogas, o homossexualismo, a zoofilia, a ideologia de gênero, e a rebeldia contra os pais, entre muitas outras coisas. Veja nas imagens abaixo o tipo de conteúdo que suas crianças estão recebendo dos governantes do seu país:

 

 

Cartilha gay distribuída em escola pública:

 
Você já se perguntou por que o governo quer tanto interferir na educação dos seus filhos? Na realidade o governo quer para si a autoridade que hoje pertence aos pais, pois somos (pelo menos estatisticamente) um país cristão, e tudo isso certamente seria condenado pelos pais, neste caso, para levar este tipo de conteúdo a essas crianças, as escolas se tornam o melhor meio. Muitos pais estão tão ocupados que nem sabem o que seus filhos tem aprendido nas escolas.

Nossos jovens estão sendo bombardeados o tempo todo por conteúdos sexuais, drogas, ilegalidade, inconsequência, promiscuidade, impunidade... Tudo isso é vital para se dar seguimento aos planos da NOW, para formar uma sociedade apóstata e um mundo cada vez mais liberalista.

Esses foram somente alguns dos movimentos usados para contracultura. Aqueles que aceitam essas práticas, estão na realidade caminhando no sentido oposto ao do Senhor Nosso Deus, caindo em condenação, por isso esses movimentos são tão fortes, para levar o maior número possível de pessoas a apostasia. Lembrando que a apostasia é um dos últimos sinais do fim (2 Tessalonicenses 2:3). Como as pessoas reagem quando se diz que o sexo é somente para casados? Com desdém... Assim, em breve, será com tudo o que Deus estabeleceu.

 

"E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará." João 8:32

Please reload

ESTUDOS RECENTES

March 14, 2019

July 3, 2018

Please reload

DESTAQUES

A "IGREJA" MODERNA E SEU FALSO "EVANGELHO"

21.09.2017

1/10
Please reload

CATEGORIAS