© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

TEORIA X PRÁTICA

04.11.2016

 

Uma certa ilustração me chamou muito a atenção, tratava-se de uma doação milionária feita a uma pessoa, porém quando o favorecido a recebeu disse aceitar somente se aquela doação viesse acompanhada de um par de meias sujas (por Paul Washer). Assim tem acontecido em nossos dias. Os Cristãos tem estado tão preocupados com a vida financeira, que estão esquecendo do mais valioso prêmio que receberam em Cristo, a vida eterna.

 

Deus deu seu único filho por amor a nós, para que tivéssemos vida eterna (João 3:16) e muitos tem trocado o prazer de viver ao lado de Deus na eternidade, por prazeres carnais e passageiros. Estamos trocando uma coroa incorruptível, por aquilo que a traça e a ferrugem consomem (Mateus 6:20).

 

O coração do homem está tão materialista que mesmo estando em igrejas que pregam a verdade bíblica, muitos têm estado em busca do algo a mais em sua vida, e não é a santificação, nem o Espírito Santo, a benção que muitos tem procurado, é o dinheiro.

Essas pessoas tem buscado a Deus por aquilo que Ele pode dar, e não pelo que Ele já deu, ou por quem Ele é. As pessoas que buscam riquezas materiais, não entenderam o que é ser abençoado, não entenderam o conceito de ter vida em abundância, seus corações e suas vidas estão distante daquilo que Deus nos diz.

 

Gostamos da ideia de ter, mas quando temos, não queremos ser. Queremos receber algo, mas não queremos compartilhar aquilo que recebemos.

Quando a igreja primitiva começou, o povo estava tão feliz em ter sido alcançado por Deus, em saber que Deus estava agora acessível a eles e que Cristo veio ao mundo para perdoar seus pecados, que aquelas pessoas não se importavam com nada, não podiam sequer pensar em desagradar a Deus, buscavam a santidade e uma vida plena em Cristo, em proclamar aos boas novas da salvação. Os bens materiais eram secundários, eles sabiam que amar a Deus e o próximo era o importante, logo, dividiam o que tinha, vendiam seus bens, para que no meio deles não houvesse necessidade. (Atos)

 

Dois mil anos se passaram e as pessoas hoje pensam que fizeram um favor a Deus em o aceitar. Eles fazem um favor ao Salvador em orar, em adorar, em se reunir para o cultuar, e em contra partida, o Senhor tem que dar ao servo o que ele quer, senão eles vão servir o diabo. “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” 1 Timóteo 6:10

 

E tendo o que quer, eles querem mais, se há necessidade no meio deles, alguém está em pecado, se há alguém precisando de ajuda, ele que busque mais a Deus, se há alguém que pode ser ajudado por aquilo que eu tenho, preciso ter mais para que se eu dividir, não me venha faltar.

 

Paulo já falava sobre isso para Timóteo em 2 Timóteo 3:2-5:

Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te
.”
 

O juiz que está dentro de cada um sempre busca julgar o merecimento da ajuda. Precisamos analisar se alguém é merecedor de ajuda, como se houvesse alguém justo na terra (Eclesiastes 7:20)

- Você mentiu hoje? Se sim, o inferno é o que você merece.

- Você olhou para alguém com outros olhos? Se sim, o inferno é o que você merece.

- Você está no segundo ou terceiro casamento? Se sim, o inferno é o que você merece.

 

Como pode alguém pensar ser mais merecedor do que outro?

Mentira é pecado, adultério é pecado, fornicação é pecado. Porém, pela graça fomos salvos, através da fé e do sacrifício em Cristo Jesus, não por nós, mas por Ele, que perdoou os nossos pecados e intercede ao Pai por nós (Efésios 2:5-8 – Romanos 8:34).

 

Que evangelho é esse que alguns “evangélicos” tem vivido? Que evangelho mesquinho, egoísta, individualista, hedonista, vivido em 4 paredes durante algumas horas. Evangelho sem fruto, sem vida, sem amor. O melhor que podemos esperar dessa vida, é viver para glória de Deus, e não para ter glória de Deus, pois isso é idolatria.

Muitos evangélicos tem se tornado frequentadores de cultos, espectadores, clientes, negociantes. Não seguem com suas vidas o que Cristo e os Apóstolos os ensinaram na Palavra de Deus, não praticando e disseminando o amor.

Vivem em seus carros, em suas casas, pensando nas suas férias, sem ao menos olhar para o lado e ajudar um necessitado. Vida individualista não é vida Cristã (Atos 4:32 – 1 João 4:20-21).

 

Uma prova de que o amor dos evangélicos é para si, é quando se sabe da necessidade de alguém e ao mesmo tempo está prestes a realizar algo para sua vida, como uma viagem por exemplo. Você tem o dinheiro que poderá ajudar na cirurgia de uma pessoa, ou na sua viagem de 5 dias para um local especial. Salva uma vida ou vive 5 dias de prazer?

Num primeiro olhar você pode dizer, lógico que salvo uma vida, mas será?

Se na fila de um restaurante tem alguém na entrada querendo comer algo, você divide sua comida com aquele que necessita, ou você come com sua consciência tranquila porque o dinheiro que você tem só da para um prato?

“Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal”. 1 Pedro 3:17

 

Você que tem Jesus como Senhor da sua vida, está salvo, teve seus pecados perdoados, nasceu de novo, mas no seu trabalho quantos Cristãos tem visto em você os ensinos de Cristo? Quantas pessoas ao seu redor já ouviu da sua boca a palavra de Deus? Quantas pessoas ao seu redor, você tem incentivado a Cristo? Você ora mais por seus projetos e planos ou pela salvação dos que estão ao seu redor? Qual a intensidade da sua vida de oração por aquilo que você quer que Deus faça por você comparado daquilo que Deus quer que você faça?

 

Dar grandes ofertas para cumprir uma liturgia não quer dizer que você esta dando frutos. Dividir o que tem com o que tem menos, isso é dar frutos.

 

Muitas indagações, muito o que se pensar, mas a verdade é que essas palavras duram pouco em nossos corações, pois nossa mente esta voltada para conquistar, para ter. Fazemos pactos com Deus para que Ele abençoe nossos planos, e fazemos alguns sacrifícios para Ele vê que somos mesmo devotos. Quando Deus já sabe o que somos e quem somos.

Somos maus, pecadores, nascido em pecados, sujos, contaminados até o ultimo fio de cabelo com o mau desse mundo, e queremos mostrar para Deus, logo pra Deus, que nós merecemos algo.

Paulo sabia quão mau era seu coração e disse: “Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.” Romanos 7:19

 

Paulo sabia que por mais que desejasse fazer o bem, pela nossa natureza, é sempre mais fácil fazer o mau. Sabe por que? Porque vivemos num corpo corrompido pelo pecado, ainda nos sujando dia após dia, vivemos uma vida corrompida, mas Deus quer que sejamos santos em meio a tudo isso, e por mais santo que você seja, ou busque ser, maiores serão as dificuldade.

 

Você que vive buscando o melhor desse mundo, cuidado para não acordar no inferno e ouvir de Deus que você não tem parte com Ele (Mateus 7:23).

A Bíblia nos dá milhares de exemplos daquilo que devemos buscar e almejar, e não temos um único de que precisamos buscar bens materiais. Deus nos dá o maná diário, mas já nos acostumamos com o suprimento diário e queremos mais, vivemos justificando para Deus nossas necessidades, e o pior, procurando base bíblica para justificar nosso desejo carnal.

 

As pessoas estão confundindo fé com expectativas. Tem expectativas de que Deus vá fazer algo por elas e dizem que isso é fé.

Pela fé, os antigos alcançaram testemunho, e não alcançaram o que pediram (Hebreus 11:1-2).

 

Tenhamos em nossos corações a verdade contida em Hebreus 11, em especial os versos de 36 a 40, onde muitos não alcançaram a promessa. Então pare de buscar a coroa corruptível e corra uma vida de fé em Cristo Jesus, para alcançar a coroa incorruptível.

E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões.
Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados
(Dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra.
E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa,
Provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles sem nós não fossem aperfeiçoados
.”

 

Graça e paz vos sejam multiplicadas, pelo conhecimento de Deus, e de Jesus nosso Senhor!

Please reload

ESTUDOS RECENTES

March 14, 2019

July 3, 2018

Please reload

DESTAQUES

A "IGREJA" MODERNA E SEU FALSO "EVANGELHO"

21.09.2017

1/10
Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ARQUIVOS
Please reload

INSCREVA-SE