© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

INTOLERÂNCIA ESPIRITUAL

24.10.2016

 

 

Dificilmente o homem gosta de ser contrariado, mas ultimamente parece que isso tem se intensificado. Antigamente haviam debates civilizados e as pessoas pelo menos ouviam as opiniões contrárias, mas hoje o homem moderno impõe ao próximo sua opinião, sua crença, seu entendimento, sua verdade, sem espaço para um pensamento contrário, pois a verdade de cada um hoje é absoluta, imutável, inabalável, indiscutível. Aceitar que a sua verdade não é absoluta, é difícil em especial para os ditadores da fé. Essa intolerância está dentro das igrejas, pois está dentro do homem, mas não deveria estar dentro de um cristão genuíno.

 

Na igreja primitiva os apóstolos já lidavam com as primeiras heresias, e os judeus por exemplo, insistiam na importância de se guardar a lei de Moisés e os ritos judaicos aos novos convertidos a Cristo, o que os apóstolos claramente rejeitaram. Na igreja atual, tantas e tantas  outras heresias tem se levantado, culturas e obrigações religiosas são impostas, mesmo que a Palavra de Deus claramente já os tenham rejeitado.

 

Em Romanos 13 a 15, temos claras orientações acerca da tolerância. No capítulo 14:1-6 nos diz: "Aceitem o que é fraco na fé, sem discutir assuntos controvertidos. Um crê que pode comer de tudo; já outro, cuja fé é fraca, come apenas alimentos vegetais. Aquele que come de tudo não deve desprezar o que não come, e aquele que não come de tudo não deve condenar aquele que come, pois Deus o aceitou. Quem é você para julgar o servo alheio? É para o seu senhor que ele está de pé ou cai. E ficará de pé, pois o Senhor é capaz de o sustentar. Há quem considere um dia mais sagrado que outro; há quem considere iguais todos os dias. Cada um deve estar plenamente convicto em sua própria mente. Aquele que considera um dia como especial, para o Senhor assim o faz. Aquele que come carne, come para o Senhor, pois dá graças a Deus; e aquele que se abstém, para o Senhor se abstém, e dá graças a Deus."

 

Vemos em diversos outros livros na Palavra de Deus, situações em que os apóstolos são chamados a intervir, onde líderes começam a colocar sobre o povo jugos que não os cabiam, como a circuncisão, como a guarda do sábado, como as festas judaicas...

 

A Palavra de Deus nesses 6 versículos nos diz:

  • Não discutam assuntos controversos com os fracos na fé: Contrário a instrução bíblica, temas controversos são impostos em reuniões, sem espaço para o devido esclarecimento dos assuntos junto aos novos convertidos, impondo doutrinas e ensinos que muita das vezes não são absolutas e causam dissensão entre o povo.

  • Não desprezar nem julgar os servos de Deus. O farisaísmo dentro de nós faz com que apontemos o dedo para aqueles que agem diferente do que nós pensamos ser o certo. Esperamos ações das pessoas da maneira que nós pensamos, e nos esquecemos que cada um é de uma maneira, cada um amadurece em uma velocidade, e nem todos estão no mesmo nível espiritual. Alguns estão no alimento líquido enquanto outros já estão no sólido.

  • Cada um deve estar plenamente convicto do que faz, o fazendo para o Senhor. Quando isso acontece, sendo contrário ao que a igreja pensa, quem o faz algo que muitos considerem errado é rotulado e punido, sem o devido esclarecimento ou ensino. Claro que não estamos fazemos uma apologia para que todos façam aquilo que bem entenderem, estamos falando aqui sobre "os fracos da fé" em temas bíblicos onde não há consenso. Aquilo que é claramente condenado na Palavra, é pecado, ponto.

 

Pessoas com diversas cargas culturais e até mesmo religiosas vão para as igrejas e são confrontadas com seu modo de vida. Isso é normal e natural, afinal nas igrejas, a doutrina de Cristo deve prevalecer, mas o que acontece é que as pessoas começam a impor regras litúrgicas para uma pessoa que nem foi introduzida ao Evangelho. Antes da pessoa ter conhecimento do que a Palavra de Deus diz, antes de ser discipulado.

“Não pode entrar na igreja de bermuda”; “mulher só pode ir de vestido ou saia”; “não pode andar com camisa sem manga”; “não pode soltar o cabelo”; “só pode orar de joelhos”; “homem de um lado e mulheres de outro”; "batom e unha colorida é coisa de Jezabel"; entre tantos outros. A palavra de Deus diz que "contra o amor, não há lei" Gálatas 5:23

 

Os novos na fé são bombardeados de doutrinas humanas, sim, humanas, pois cada igreja impõe seu modus operandi, na maioria das vezes discordando entre si, e isso causa exatamente o que o texto condena, julgamentos e divisões. Os novos convertidos se sentem em um quartel, acabam fazendo pela imposição e não pela compreensão ou amor ao Senhor.

 

A instrução bíblica é: Aceitem e não desprezem, pois é para o seu Senhor que ele está de pé ou caí - Romanos 14:3

 

Vemos nas igrejas primitivas que essas imposições foram combatidas pelos apóstolos, mesmo elas sendo parte da antiga aliança, como os exemplos que já citamos, mas somos chamados a liberdade. Aquele que vem para Cristo tem seu caráter moldado por aquele que o chamou, e os jugos e paradoxos religiosos devem ser deixados de lado. A mudança leva tempo, e nunca deve ser imposta, pois o Espírito Santo molda a cada um no Seu tempo. Devemos sim ensinar, doutrinar, permitir que as dúvidas sejam expostas e tiradas à luz do evangelho.

 

Pessoas tatuadas não são bem recebidas, pois em várias igrejas, tatuagem é pecado. Pessoas que tem um vocabulário ou um vestuário mais pobre são discriminadas. Pessoas que preferem seguir somente ao que a Escritura diz são rotuladas de legalistas. Pessoas que buscam andar numa vida de santidade são rejeitadas. Pessoas que dão glória a Deus nas reuniões são vistas com maus olhos. Pessoas que não dão glória a Deus nas reuniões são vistas com maus olhos.

 

É incompatível com a instrução cristã todos os jugos que continuam sendo colocados sobre o povo. Obrigatoriedades para que cada cristão seja um cristão mais legitimo que outro, levando as pessoas a viverem de aparência, levando a uma vida de falsidade e hipocrisia, pois estão sendo ensinados a serem religiosos, e não servos. As igrejas estão mais preocupadas com suas liturgias e eventos, do que em ensinar o povo a verdade bíblica sobre uma vida de santidade. As igrejas estão mais preocupadas em ornamentar os templos, do que alicerçar a verdadeira morada de Deus, os convertidos a Ele.

 

Não devemos julgar uns aos outros em coisas como: o que comem, o que bebem, observâncias de dias para o Senhor, datas festivas, como se vestem, como se portam, se trabalham ou não nas congregações, se são calvinistas, arminianos ou neutros, entre tantos temas que em nada acrescentam na fé de cada um, mas se criam embates eternos de quem esta mais certo, de quem é mais santo.

 

"Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus." 1 Coríntios 10:31

 

Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos. Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo. Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim,E toda a língua confessará a Deus. De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus. Assim que não nos julguemos mais uns aos outros; antes seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão.
Eu sei, e estou certo no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma imunda, a não ser para aquele que a tem por imunda; para esse é imunda.
Mas, se por causa da comida se contrista teu irmão, já não andas conforme o amor. Não destruas por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu.
Não seja, pois, blasfemado o vosso bem; Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens. Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros.
Não destruas por causa da comida a obra de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo. Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça. Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova.
Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado
.” Romanos 14:7-23

Please reload

ESTUDOS RECENTES

March 14, 2019

July 3, 2018

Please reload

DESTAQUES

A "IGREJA" MODERNA E SEU FALSO "EVANGELHO"

21.09.2017

1/10
Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ARQUIVOS
Please reload

INSCREVA-SE