© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

GNOSTICISMO

08.04.2016


O gnosticismo é um sistema de correntes filosóficas religiosas sincréticas  que teve como base filosofias pagãs da antiguidade, que floresciam na Babilônia, Pérsia, Egito, Síria, Grécia... No início o gnosticismo, não se tratava de um conjunto coerente ou uniforme de crenças, mas sim de uma constelação de movimentos que partilhavam características em comum, esses movimentos foram se mesclando e no século primeiro começou a tomar forma.

 

Muitos atribuem seu início, de maneira mais evidente, a partir de um homem chamado Nicolau (Atos 6:5 e Apocalipse 2:6,14,15). Os pais da igreja relatam ainda que os gnósticos fundamentavam algumas de suas doutrinas nos ensinos de um profeta chamado Simão o Mago (Atos 8). 

 

O gnosticismo, juntamente com o legalismo judeu, foram as primeiras grandes heresias enfrentadas pela igreja primitiva de Cristo, ambas são relatadas e combatidas nos textos bíblicos apostólicos. Já no século segundo ocorreu uma grande explosão, onde o gnosticismo se torna mais organizado, com mestres intelectuais e sofisticados, levando muitos cristãos ao erro. Os pais da igreja também perceberam que os gnósticos não estavam contando a mesma história que os apóstolos haviam anunciado e passaram a combate-los.

 

 

O que é Gnose?

 

Do grego "gnosis", que significa "conhecimento". O gnosticismo revindicava a posse de conhecimentos secretos que, segundo eles, os tornam superiores aos homens comuns desprivilegiados do mesmo. Esse conhecimento é diferente do conhecimento intelectual, acadêmico, empírico, mas trata-se de um saber espiritual, intuitivo, adquirido de forma puramente espiritual através da experiência direta, algo sobrenatural.

 

Os gnósticos buscam sua “salvação espiritual”, que eles chamam de "libertação", através de experiências direta, ou seja, sem intermediários, de modo intransferível e secreto, não compartilhável, pois segundo eles, o ser humano não pode entender a divindade através de relatos de terceiros.

 

Há algumas correntes gnósticas:

  • Gnosticismo Setiano - mais próximo ao Judaísmo;

  • Gnosticismo Valentiniano - que seguia a visão de Valentim;

  • Gnosticismo Basilidiano - que seguia a visão de Basilides. 

O termo "Gnose" acabou designando, nos tempos atuais, um conjunto de tradições que acreditam no aspecto espiritual do universo, numa espécie de panteísmo. A Gnose contemporânea é uma corrente de pensamento esotérica, normalmente identificada com o misticismo oriental, teosofia, cabala, rosa-crucianismo, maçonaria, nova era, entre outros.

 

 

Doutrinas gnósticas x Bíblia

Observe os símbolos contidos na imagem: pentagrama dentro do círculo, olho que tudo vê, sol, árvore (vida ou conhecimento?), dragão, serpente, etc.

 

Para descartar a ideia de qualquer compatibilidade entre o Cristianismo e o Gnosticismo, é necessário comparar suas doutrinas, assim podemos ver claramente como são opostas:

 

Iluminação: É a crença que se baseia na revelação individual de um conhecimento secreto superior de origem sobrenatural. Esse conhecimento levaria o homem a "libertação" que seria a "salvação" dos gnósticos. Esta é a principal característica do gnosticismo.

 

A Bíblia é a única fonte de conhecimento que pode libertar, pois Deus se revela através dela: "...Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." João 8:31,32; E Jesus Cristo é a única fonte de salvação: "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14:6

 

O conhecimento" gnósticos está sempre associado a práticas condenadas pela Palavra de Deus, como: magia, consulta a espíritos (demônios), astrologia, esoterismo, humanismo, e etc. (Deuteronômio 18:10-12; Isaías 47:12-14; 1 Coríntios 11:3)

 

Eleição espiritual: É a crença que diz que alguns foram feitos "mais espirituais" do que outros, de maneira natural. Para gnósticos valentinianos, por exemplo, todos os seres humanos são divididos em três classes: 

  1. Física: Os pagãos incrédulos;

  2. Anímica: Os que não possuem a "gnosis" plena, mas podem alcançar a "salvação" por meio das boas obras;

  3. Espiritual: Os únicos verdadeiramente espirituais, a elite, os gnósticos. Estes possuem a salvação assegurada por sua "natureza espiritual", e por isso não precisam fazer boas obras, nem mesmo seguir "padrões morais".

A Bíblia nos diz que Deus deseja que todos sejam salvos (1 Timóteo 2:3,4), que Ele não faz acepção de pessoas (Atos 10:34) e que é justo (Salmos 11:7). Além disso, nos diz também, que TODOS NÓS somos pecadores (Romanos 3:23) e somente o sangue de Cristo nos purifica de todo pecado (1 João 1:7).

 

Dualidade: É a crença que diz que bem e mal são equivalentes e estão em eterna disputa pelo domínio da criação, coexistindo.

 

A Bíblia nos diz: "E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas." 1 João 1:5. Além disso condena veementemente o jugo desigual e a associação entre luz e trevas. "Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?" 2 Coríntios 6:14

 

Docetismo: É a crença que diz que Jesus não veio ao mundo em um corpo físico real, mas apenas "pareceu" vir, como numa aparição fantasmagórica. Os gnósticos diziam com frequência que  Cristo "habitou" o corpo de um homem chamado Jesus de Nazaré, mas seu corpo não era verdadeiramente de carne.

 

O apóstolo João em combate a essa heresia nos diz claramente: "Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus;" 1 João 4:2

 

Conceito de Deus: Para os gnósticos valentinianos existia uma "Plenitude" celeste que consistia em trinta seres angélicos (esse número teria sido encontrado em forma de "código secreto" nos textos bíblicos, mais precisamente na parábola dos trabalhadores), os éons, sempre em pares de macho e fêmea. Estes  emitiam éons inferiores, dos quais a última foi Sofia (Sabedoria), mas Sofia se apaixonou perversamente por sei Pai supremo, e seu "Pensamento" mau dera origem ao pecado, sendo expulso da "Plenitude" como um feto abortado. Esse "Pensamento" informe tomou forma e se tornou Achamoth. "Cristo" teria vindo a Achamoth, a dando assim condições de produzir substâncias dentro de si, dando a luz a DemiurgoDemiurgo seria o criador ignorante de todo o mundo físico, o Yahweh, o Deus judaico do antigo testamento, que "achava ser o único Deus verdadeiro". Apenas os gnósticos iluminados saberiam que ele era na verdade, é um ser "corrompido" e "inferior" a deusa Sofia.

 

A Bíblia nos revela de Gênesis a Apocalipse que Yahweh é o único, soberano, verdadeiro Deus e criador, Ele criou TODAS as coisas, nos céus e na terra, ou seja, físicas e espirituais (Gênesis 1:1; 2:1) Ele tem o domínio sobre tudo (1 Crônicas 29:11), não há outro semelhante a Ele (Isaías 45:5).

 

Quanto a fonte de revelação divina: Além da "gnose", os gnósticos usam uma variedade de documentos primitivos conhecidos como "Evangelhos Gnósticos", que eles alegam ser os “livros perdidos da Bíblia”. Há inúmeras contradições entre esses "Evangelhos Gnósticos" e a Bíblia, além disso, os pais da igreja primitiva quase que unanimamente reconheceram esses livros como fraudes. Mesmo quando os “gnósticos cristãos” citam a Bíblia, eles reescrevem os versículos de maneira a concordar com a sua filosofia, o que a Bíblia proíbe veementemente (Deuteronômio 4:2, 12:32; Provérbios 30:6; Apocalipse 22:18-19). 

 

O Cristianismo afirma que há apenas uma fonte de Verdade, a Bíblia, a única, inerrante regra de fé e prática (João 17:17; 2 Timóteo 3:15-17; Hebreus 4:12).

 

A "gnose": O "conhecimento" gnóstico foi oferecido ao homem desde o Jardim do Éden: "Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal." Gênesis 3:4,5.

 

Essa pequena fala de uma serpente bem astuta, introduz várias das principais doutrinas que permeiam as principais religiões de todo o mundo, todas absolutamente contrárias as verdades bíblicas e quase todas estão dentro do gnosticismo. 

 

"Certamente não morrereis." - Doutrina da reencarnação: "E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo," Hebreus 9:27

 

"se abrirão os vossos olhos" - Doutrina da iluminação: "Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. [o Verbo, a Palavra]" 1 Coríntios 3:11

 

"sereis como Deus" - Doutrina da deidade: "Anunciai, e chegai-vos, e tomai conselho todos juntos; quem fez ouvir isto desde a antiguidade? Quem desde então o anunciou? Porventura não sou eu, o Senhor? Pois não há outro Deus senão eu; Deus justo e Salvador não há além de mim." Isaías 45:21

 

"sabendo o bem e o mal" - Doutrina do dualismo: "Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas." 1 João 1:5

 

 

 

"Gnosticismo Cristão"

 

Como você já viu acima, as doutrinas gnósticas são opostas as doutrinas bíblicas, aos ensinos de Jesus Cristo e dos apóstolos Dele, pois negam as doutrinas cristãs essenciais. Assim é difícil crer e até mesmo compreender como ambas as doutrinas poderiam se fundir, quando uma nega completamente a outra, mas isso parece ter acontecido, pois há uma corrente chamada "gnosticismo cristão", que mistura simbolismos bíblicos a doutrinas gnósticas.

 

 

Gnosticismo moderno

 

O chamado gnosticismo moderno se desenvolveu a partir das origens do ocultismo do século XX onde Eliphas Levy trás todo o espectro de assuntos do gnosticismo à tona por meio da discussão da cabala judaica. Uma série de pensadores do século XIX estudaram o pensamento gnóstico extensivamente e foram influenciados por ele.

 

A fundação da Sociedade Teosófica em 1875 por Helena Blavatsky, tornou o gnosticismo acessível ao público fora da academia, o que preparou o caminho para o gnosticismo das massas no século seguinte. A Teosofia (theo = deus e sofia = sabedoria) nada mais é do que uma nova versão do gnosticismo.

 

 

Conclusão

 

O gnosticismo diz: "O gnóstico perfeito não é um seguidor de Cristo, mas um ser humano deificado [um homem transformado em deus]; ele é um outro Cristo." (HOELLER, op.cit.p.93.).

 

Agora veja o que João diz: "Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis." 2 João 1:9,10

 

O gnosticismo diz que: Para que o homem possa se libertar dos sofrimentos deste mundo, ele deve buscar a gnose, ou seja, a "salvação" que eles chamam de "libertação", isso vem dele mesmo e não de Deus, muito menos de Cristo.

 

A Bíblia por sua vez declara: "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14:6

 

A ritualística gnóstica está sempre preocupada com a libertação do plano físico através da gnose, enquanto que ritualística cristã busca a glória de Deus através da salvação do homem por Cristo Jesus.

 

O gnosticismo vê o pecado como um mal físico que contamina o espírito humano e que deve ser vencido por meios físicos, esforços humanos. O ensino insinua que o pecado é eterno e que Deus, não pode controla-lo, ou seja, o mal possui o seu próprio poder, assim como Deus.

 

A Bíblia refuta terminantemente essa teoria, pois o pecado não é eterno e, quando o homem pecou, fez isso por escolha intencional e voluntária, além de afirmar inúmeras vezes que o Deus bíblico é o único Todo-Poderoso e nenhum dos ensinos de Jesus Cristo se enquadra na doutrina gnóstica.

 

Como doutrinas opostas podem estar unidas, ou mesmo se completarem, se uma nega completamente a outra?

 

"Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema [maldição]." Gálatas 1:9

 

"Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro... " Lucas 16:13

 

 

Fontes: 

http://www.ocultura.org.br/index.php/Gnosticismo

https://artemagnablog.wordpress.com/2015/03/21/o-que-e-gnosticismo/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Gnosticismo

http://www.gotquestions.org/Portugues/Gnosticismo-Cristao.html

Livro: Conhecendo os Pais da Igreja - Editora Vida Nova

Please reload

ESTUDOS RECENTES

March 14, 2019

July 3, 2018

Please reload

DESTAQUES

A "IGREJA" MODERNA E SEU FALSO "EVANGELHO"

21.09.2017

1/10
Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ARQUIVOS
Please reload

INSCREVA-SE