© 2019

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

Sobre nós

No que cremos

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

OS FUNDADORES DA AMÉRICA ERAM MAÇONS

21.07.2016

Em uma entrevista realizada em 11 de Setembro de 1991, George Bush [pai], o presidente americano, anunciou oficialmente, o que seria o início da implementação da NOVA ORDEM MUNDIAL. Assista:

Perceba que ele diz, entre outras coisas: "para preencher assim as promessas e visões dos fundadores da América"... "irá governar perante TODAS as nações".

 

 

Mas quem são os fundadores da América?

 

George Washington (1732-1799) é considerado com toda a legitimidade o “Pai fundador da nação” e primeiro presidente dos Estados Unidos da América (1789-1797), tomando posse da presidência.

 

George Washington foi iniciado na Maçonaria em 4 de Novembro de 1752 tendo pago 2 libras e 3 shellings na Loja N.º 4 de Frederiksburg, onde recebeu a elevação de Grau em 3 de Março de 1753 sendo exaltado a Mestre em 4 de Agosto de 1753. Presume-se ter sido o primeiro Venerável Mestre da Loja Alexandre N.º 22, em Alexandria, pois o seu nome aparece em primeiro lugar na lista da Comissão que recebeu a Carta Constitucional em 1788.

 

Em sua memória foi construído um imponente memorial maçônico, em forma de obelisco, em Alexandria, Virginia, nos arredores de Washington, EUA.

 

Benjamin Franklin (1706-1790) também foi um dos fundadores dos Estados Unidos da América, o único dos fundadores que assinou quatro dos mais importantes documentos dos EUA: o Tratado de Paris, o Tratado de Aliança com a França, a Constituição e a Declaração da Independência, elaborada juntamente com Thomas Jefferson. Benjamin Franklin e George Washington comprovadamente pertenceram à ordem maçônica, até então secreta. Hoje a maçonaria está mais para discreta do que secreta, quanto a sua existência, porém quanto ao seu propósito real... Pouco se sabe.

 

 

A simbologia maçônica nos EUA

 

1) A nota de um dólar

 

A famosa nota de um dólar, que a propósito possui um George Washington bem no meio, está cheia de simbolismos maçônicos. Veja:

  1. O olho que tudo vê: principal símbolo maçônico. Repararem que a pirâmide menor com o olho fica na parte de cima, representa a elite, e a parte inferior, destacada da superior, seria a população. (Já reparou que os americanos, em sua maioria, se acham superiores ao resto do mundo?) Este olho representa o deus da Maçonaria. A pirâmide também simboliza o homem em busca da divindade e das energias cósmicas. Também é o símbolo da hierarquia espiritual da Nova Era (abaixo dela está escrito nova ordem do século).

  2. Annuit CŒPTIS: significa annuo (aprovar) cœpta (começar), algo como "Ele aprova [nosso] empreendimento." A pergunta é, ele quem? Você sabe...

  3. Novus Ordo Seclorum: significa "Nova Ordem dos Séculos" e teve a aprovação de Frankilin Roosevelt.

  4. A balança com um esquadro: simboliza o senso de justiça e retidão, alusão ao código maçom de se identificar pela frase “Justo e Perfeito”.

  5. A chave: significa os segredos da Maçonaria.

  6. Águia/Fênix: A águia é um símbolo da Maçonaria que representa perspicácia, inteligência, conquista e vitória, e também, é um símbolo solar egípcio. A fênix é um símbolo oculto muito antigo que representa a renascimento ou imortalidade.

  7. Ramo de oliveira: representa a "paz". A besta surgirá como um cordeiro trazendo a paz. (1 Tessalonicenses 5:3)

  8. Feixe de flechas: simboliza a guerra. A besta se revelará como um dragão  de guerra. (Apocalipse 13:11)

  9. Nas asas: 32 e 33 penas. Os graus máximos na organização, responsáveis pelas decisões importantes, ela tem 9 plumas, que se relacionam aos graus do rito.

  10. Os número de blocos da pirâmide: contêm 72 blocos de pedra. Pessoas dizem que isso significa os 72 degraus da escada de Jacob, tendo relação com o judaísmo cabalístico.

  11. No bico da águia: há escrito a frase "et pluribus unum" traduzido do latim "De muitos, um" com origem do poema de Virgílio. Como se de muitos países, um, os EUA, fosse o escolhido.

 

 

2) A planta da cidade de Washington

 

Quando o arquiteto Pierre Charles L´Enfant, que era maçom, projetou o Centro Governamental de Washington, em 1791, ele planejou mais do que apenas ruas, avenidas e edifícios públicos comuns. A cidade é centralizada no Capitólio obedece os cânones maçônicos da geometria, onde seus principais edifícios e monumentos configuram sugestivas figuras sobre o mapa da cidade.

 

 No mapa, observa-se que o Capitólio está disposto na forma de um círculo, com isso representando a parte superior do compasso que originalmente era circular. A Avenida Pensilvânia, indo do Capitólio até à Casa Branca, representa uma perna do compasso. A Avenida Maryland, que vai do Capitólio até ao Memorial Thomas Jefferson, representa a segunda perna do compasso. Mas aqui é necessário o uso de uma régua para traçar uma linha sólida a fim de obter o efeito completo, pois Maryland não é perfeitamente recta, podendo no entanto observa-se que a direção geral encaminha-se para o Memorial Jefferson. Nisto se esquissa o Compasso maçônico.

 

O Esquadro maçônico começa na Union Square, com a Avenida Louisiana formando um braço e a Avenida Washington constituindo o outro. Novamente faz-se necessário usar uma régua para traçar linhas pelas Avenidas Louisiana e Washington para ver o esquadro formado, pois Louisiana termina na Avenida Pensilvânia e a Avenida Washington culmina na Maryland, ficando faltando o ângulo de 90 graus. Mas se desenharem-se as linhas da continuação natural dessas Avenidas além dos seus pontos de terminação, o esquadro de 90 graus fica perfeitamente formado.

 

A Régua de Medição é claramente vista quando se traça uma linha recta de norte para o sul (assinalando o cardo da cidade) a partir do centro da Casa Branca até à base do Monumento de Washington, seguindo depois direto ao leste para o Capitólio. Ficam assim representados no layout das ruas de Washington os três símbolos sagrados da Maçonaria Iniciática.

O Delta Perfeito ou Triângulo Maçônico é formado pelas linhas imaginárias que ligam entre si o Capitólio, a Casa Branca e o Memorial Jefferson, cujo Olho da Divina Providência está representado no Monumento de Washington que é um obelisco iluminado no topo, sendo a estrutura mais alta da cidade possuindo 169,7 metros de altura.

 

 

3) O capitólio

 

 

 "O Capitólio dos Estados Unidos, em Washington D.C. foi a criação de uma sucessão de arquitetos que eram quase todos maçons. Originalmente concebido por William Thornton (1759-1828), a obra foi concluída pelo irmão Benjamin Latrobe (um aluno do arquiteto Inglês Samuel Pepys Cockerell, 1754-1827), que também redesenhou-lo após a guerra de 1812. As alas laterais e a grande cúpula foram acrescentadas posteriormente pelo irmão Thomas Ustick Walter. 

A pedra angular do Capitólio dos Estados Unidos foi estabelecida com as honras da Maçonaria em 18 de setembro de 1793 sob os auspícios da Grande Loja de Maryland. Na cerimônia em que o presidente George Washington presidiu. O Venerável Irmão Washington foi assessorado por R.W. Bro. Joseph Clarke, Grão Mestre pro. tem. de Maryland, Wor. Elisha C. Dick, Grão Mestre da Loja de Alexandria No. 22 de Virginia (Loja de Washington) e Wor. Valentine Reintzel, Grão Mestre No. 9 de Maryland (agora Loja Potomac  n º 5, do Distrito de Colômbia)." -phoenixmasonry.org

 

O capitólio de Washington tem em sua arquitetura um padrão maçônico formado por uma cúpula central e um obelisco bem a frente. Este layout não é coincidência. Em quase todas as culturas, desde a antiguidade, a cúpula representa a feminilidade, o útero, enquanto o obelisco representa a masculinidade, o pênis e a união desses dois princípios daria a luz a “energia espiritual”, muito comum na arquitetura ocultista e facilmente reconhecível.

 

Veja a semelhança entre a arquitetura do capitólio em Washington D.C. com a Praça São Pedro no Vaticano, logo abaixo, por exemplo:

 

Este mesmo padrão também pode ser encontrado em Paris, em Astana no Cazaquistão e em muitas outras cidades. 

 

No topo da cúpula do capitólio encontramos a estátua da liberdade, sobre uma forma esférica (mundo) está o ditado “E Pluribus Unum" (Fora de Muitos, Um).

Quem é ela? Uma pista, seu nome está no nome da cidade (Washington D.C. = Distrito de Colúmbia, figura mitológica americana, a deusa Columbia).

 

 

4) A estátua da liberdade

 

 

A estátua da liberdade, cujo nome oficial é "A Liberdade Iluminando o Mundo" é um monumento inaugurado em 28 de outubro de 1886, na Ilha da Liberdade, na entrada do Porto de Nova Iorque.

 

Foi projetada e construída pelo escultor Frédéric Auguste Bartholdi (1834-1904), que contou com a assistência do engenheiro francês Gustave Eiffel, mesmo engenheiro da Torre Eiffel (um obelisco de aço). Considerada um "gesto de amizade" da França para com os Estados Unidos.

 

 

É bem claro a simbologia maçônica contida nesse projeto, visto que seu criador era maçom. A tocha (fogo), o livro em sua mão esquerda, e o diadema de sete espigões em torno da cabeça, como também a tão evidente inspiração ligada à deusa Sophia, que compõem o monumento como um todo. Segundo os iluministas, por meio desta foi dado "sabedoria" aos ideais da Revolução Francesa. O presente monumental foi, portanto, uma lembrança do apoio "intelectual" dado pelos americanos aos franceses na sua revolução, em 1789.

 

A frase escrita no pedestal era: "Venham a mim as multidões exaustas, pobres e confusas ansiosas pela liberdade. Venham a mim os desabrigados, os que estão sob a tempestade... Eu guio-os com a minha tocha." (Emma Lazarus, 1875). [Qualquer semelhança com textos bíblicos não é mera coincidência.]

 

A cidade de Paris também possui três monumentos semelhantes, o maior deles fica voltada para oeste, em direção à estátua original em Nova York, além dessas há muitas outras semelhantes espalhadas pelo mundo, inclusive no Brasil (Alagoas, Santa Catarina e Rio de Janeiro).

 

 

5) A bandeira americana

 

As bandeiras oficiais americanas mudaram muito pouco desde a sua primeira versão, mas um padrão se segue sem qualquer alteração, a quantidade de listras horizontais, 13 para ser mais exato. Agora repare a quantidade de divisões que a pirâmide do olho que tudo vê, aquela que está em grande destaque na nota de um dólar, possui:

 

 

 

 

6) A estátua de George Washington

Repare bem na posição exata das mãos, da estátua de George Washington e a estátua de Satã, usada por seus seguidores.

 

 

Conclusão

 

Acho que já deu para perceber quem são os "fundadores da América", e sua íntima ligação com o ocultismo fica evidente através da história e de todos os principais símbolos do país.

 

"Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." Efésios 6:12

Please reload

ESTUDOS RECENTES

March 14, 2019

July 3, 2018

Please reload

DESTAQUES

A "IGREJA" MODERNA E SEU FALSO "EVANGELHO"

21.09.2017

1/10
Please reload

CATEGORIAS