JEJUM BÍBLICO


Você sabe jejuar conforme a Palavra orienta? Qual a razão do jejum? Por que Deus se agrada quando um justo jejua? Nesse estudo iremos entender melhor a respeito do jejum, o que é certo e errado quando jejuamos.


Primeiro de tudo, precisamos ter um propósito, e nos dedicar na meditação da Palavra em oração. Jejuar sem oração e meditação é passar forme. O jejum é se abster de alimentos. Então o correto é que o jejum inicie ao acordar. Não é correto jejuar depois do café da manhã, depois do almoço, etc... Imagine jejuar depois do almoço, vou almoçar em uma churrascaria, como bastante e depois começo o jejum para não sentir fome. Você acha correto? Assim você estaria de certa forma trapaceando. Seu jejum deve ser pensado antecipadamente, deve ter início e fim programado, abstendo-se de alimentos, líquidos ou sólidos, a água é opcional. Também, se deve iniciar o jejum orando a Deus, e antes de se alimentar é recomendado entregar seu jejum também em oração.

É comum nos dias de hoje vermos pessoas jejuando com coisas "exóticas", porém não há o menor respaldo bíblico para tal prática. Por exemplo: Jejum de internet, de TV, de refrigerante, de sorvete... isso é uma heresia, cuidado com ela! Se a TV ocupa em excesso o seu tempo, corrija a situação! Se a internet ocupa em excesso o seu tempo, corrija a situação! Se o refrigerante é um vicio que você não consegue abandonar, corrija a situação! Tudo o que fazemos ou consumimos sem controle é errado, precisamos ter domínio próprio. Fazer jejum de coisas que você precisa abandonar e controlar permanentemente é trapacear, é auto boicote.


As três razões para o jejum são: arrependimento, consagração e propósito.

Arrependimento – Jejua-se a Deus quando se está arrependido por algum pecado cometido, por uma má ação contra o seu próximo, contra a igreja, contra o próprio Deus. O rei Acabe, marido de Jezabel, jejuou a Deus, pois se arrependeu dos seus maus atos, dos pecados cometidos contra Deus. Leia 1 Reis 21:27; Quando o profeta Jonas foi até Nínive e pregou para o povo, eles se prostraram, se humilharam e jejuaram ao Senhor como forma de arrependimento. Leia Jonas 3:5-10.

Consagração – Aqui temos o exemplo do próprio Jesus que esteve em jejum por 40 dias. Jesus não tinha pecado e o jejum de Jesus era para se consagrar ao Pai, se fortalecer espiritualmente, pois quando enfraquecemos nossa carne, fortalecemos nosso espírito, conforme Tiago 4:7. Essa é uma prática que devemos ter em nossas vidas, pois cada um de nós, homens e mulheres pecadores, precisamos consagrar nossas vidas à Deus, nos aproximando mais e mais do Pai.

Propósito – Antes de mais nada precisamos deixar bem claro que Deus age de acordo com os propósitos Dele e não de acordo com as circunstâncias, sendo assim, Ele pode decidir pelo sim, como pode decidir pelo não. O jejum é um ato de fé e não uma barganha para com Deus. O rei Davi jejuou pelo filho do adultério com Bate-Seba, pois o senhor havia ferido a criança com uma doença que o levaria a morte (2 Samuel 12:14). Davi jejuou durante os 7 dias. O jejum de Davi tinha o propósito de salvar seu filho, mas Deus não o atendeu; Ester levantou o povo Judeu para jejuar no propósito de ser ouvida pelo rei (Ester 4:16).

Esdras 8:21-23 nos orienta dizendo: “Então apregoei ali um jejum junto ao rio Ava, para nos humilharmos diante da face do nosso Deus, para lhe pedirmos caminho direito para nós, e para nossos filhos, e para toda a nossa fazenda. Porque me envergonhei de pedir ao rei exército e cavaleiros para nos defenderem do inimigo no caminho, porquanto tínhamos falado ao rei dizendo: A mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam para o bem, mas a sua força e a sua ira, sobre todos os que o deixam. Nós, pois, jejuamos e pedimos isto ao nosso Deus, e moveu-se pelas nossas orações.


Jejum é um ato de fé, dentro das suas capacidades, faça o máximo que você puder, mas não deixe de jejuar. Uma preocupação de Cristo era para que os atos eclesiásticos não se tornassem uma farsa. Em Mateus 6:16-18 Jesus nos orienta dizendo: “E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas, porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Porém tu, quando jejuares, unge a tua cabeça e lava o teu rosto, para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

Vamos jejuar, mas que seu jejum seja para glória de Deus, e bom aos olhos do nosso Senhor.

Graça e paz!

SEJA BEM-VINDO (A)!

Somos cristãos, evangélicos, protestantes, o 'povo da Bíblia', então é claro que aqui você terá uma visão doutrinária de acordo com esse direcionamento. Este blog nasceu com o objetivo de abordar assuntos atuais diversos.

Sejamos edificados!

DESTAQUES
CATEGORIAS
INSCREVA-SE

Sobre nós

Somos evangélicos, ou protestantes, ou o povo da cruz, ou o povo da Bíblia, mas acima de tudo, somos cristãos. O blog "A Luz do Evangelho" nasceu...

No que cremos

1. Deus: Cremos em um só Deus, que se manifesta em três pessoas igualmente divinas: Pai, Filho e Espírito Santo...

Nas redes

  • YouTube
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

© 2020